Coimbra  23 de Janeiro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD: Luís Montenegro vence em Coimbra mas vai à 2.ª volta com Rui Rio

12 de Janeiro 2020

Luís Montenegro venceu, esta noite, as eleições do PSD na Distrital de Coimbra, mas vai haver segunda volta para se poder saber quem será o próximo líder dos sociais-democratas em Portugal.

Apurados que estão os resultados da Distrital de Coimbra, com 1604 inscritos, votaram 1145 militantes, das 17 secções, dando a Luís Montenegro 47,7 por cento dos votos.

Rui Rio ficou em segundo lugar com 44,2 por cento dos votos, seguido por Miguel Pinto Luz, que não foi além dos 8,10 por cento.

Apesar de ter vencido no distrito, o cenário em alguns concelhos foi diferente, uma vez que Rui Rio venceu em várias secções. Foi o caso da Figueira da Foz; Lousã; Mira; Miranda do Corvo; Montemor-o-Velho e Oliveira do Hospital.

Já Miguel Pinto Luz não venceu em nenhuma das secções, tendo obtido o melhor resultado em Condeixa-a-Nova, conquistando 20 por cento dos votos. Contudo, em seis concelhos, o vice-presidente da Câmara de Cascais não conseguiu qualquer voto: em Góis; Miranda do Corvo; Oliveira do Hospital; Penela; Soure e Tábua.

Quanto aos resultados nacionais e oficiais, Rui Rio venceu por 49,4 por cento, mas ainda com várias secções por apurar e votos por contar, Luís Montenegro chegou apenas aos 49,2 por cento.

Estes resultados significam que, no próximo sábado (18), haverá segunda volta para eleger o líder do PSD.

Miguel Pinto Luz ficou em terceiro lugar, com 9,3 por cento.

De registar que não foram contabilizados quaisquer votos da Região Autónoma da Madeira.

No discurso após a divulgação dos resultados, Rui Rio considerou que esta foi “uma vitória expressiva, um factor de orgulho e de responsabilidade”.

Já Luís Montenegro afirmou que foram mais “os militantes que votaram na mudança do que na continuidade” e desafiou o seu oponente da segunda volta para um debate televisivo na próxima semana.

Cerca de 40 000 militantes do PSD com quotas em dia podiam votar, ontem (11), nas eleições directas para escolher o presidente do partido.

Se nenhum obtivesse mais de 50 por cento dos votos expressos, como veio a acontecer, a segunda volta já estava prevista para dia 18, entre os dois candidatos mais votados: Rui Rio e Luís Montenegro.

Esta será a primeira vez que haverá segunda volta desde que as eleições directas foram introduzidas no PSD, em 2006, pelo então líder Marques Mendes, mas só em 2012 foi colocada nos estatutos esta possibilidade, sempre que um candidato não obtivesse a maioria absoluta dos votos.

O 38.º Congresso do PSD realiza-se entre 07 e 09 de Fevereiro em Viana do Castelo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com