Coimbra  2 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD de Coimbra quer estratégia para o Hospital dos Covões

15 de Junho 2020 Jornal Campeão: PSD de Coimbra quer estratégia para o Hospital dos Covões

“A falta de estratégia para o Hospital dos Covões tem vindo a deteriorar a imagem conseguida ao longo de tantos anos de trabalho e empenhamento dos seus trabalhadores, médicos, enfermeiros, auxiliares e demais colaboradores”, segundo o PSD de Coimbra.

O futuro do Hospital dos Covões foi tema de um debate, moderado pela Dr.ª Teresa Almeida Santos e que juntou Martins Nunes, ex-administrador dos CHUC e ex-secretário de Estado da Saúde, Carlos Costa Almeida, Professor da Faculdade de Medicina e ex-director de Serviço do HG-CHUC, Diogo Cabrita, médico, Nuno Freitas, médico e líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Coimbra, e Carlos Lopes, presidente do PSD de Coimbra.

Segundo a opinião expressa pela estrutura partidária concelhia social-democrata, “no que toca ao Hospital dos Covões, mas também no que se refere a outras questões relevantes para o desenvolvimento de Coimbra, há que fugir a uma certa esquizofrenia política que joga tudo numa fuga de responsabilidades e, de uma vez por todas, tomar as rédeas do futuro de um Hospital que sempre foi uma referencia de Coimbra com projecção regional, nacional e internacional”.

“A falta de liderança e a continuada desvalorização dos serviços deste Hospital Central, tem criado condições para o encerramento de serviços e valências, prejudicando os cuidados de saúde do concelho e da região e, ao mesmo tempo, contribuindo para uma concentração impossível de gerir, nos HUC”, refere-se.

Considerando que esta situação “ofende a todos os títulos o legado de Bissaya Barreto”, o PSD de Coimbra estranha que, “antes de ser feito e conhecido qualquer tipo de avaliação do modelo de concentração dos CHUC, desenhado e implementado pelo governo socialista liderado por José Sócrates, em 2010, se parta para, autoritariamente, o encerramento de serviços tão essenciais e relevantes para as pessoas e doentes”.

O PSD estranha que, “sendo o Partido Socialista Governo, a ministra da Saúde cabeça de lista pelo círculo de Coimbra, a Câmara Municipal liderada pelo mesmo partido e pelo líder da ANMP, a directora da Administração Regional da Saúde uma socialista e ex-vice presidente da Câmara de Coimbra, a Administração dos CHUC liderada por um socialista, se esteja a assistir a esta cena caricata de discussão caseira e que se deixe de lado o essencial: ganhar o desafio do futuro”.