Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD de Coimbra confirma voto contra Orçamento para 2021 em Assembleia Municipal

25 de Novembro 2020 Jornal Campeão: PSD de Coimbra confirma voto contra Orçamento para 2021 em Assembleia Municipal

O PSD de Coimbra, após análise do documento orçamental e das grandes opções do plano para 2021, considerou tratar-se de um Orçamento “despesista e pesado, o qual não responde à grave crise sanitária e económica” que se atravessa.

Este é um dos motivos que leva o partido a afirmar que vai votar contra o Orçamento municipal para 2021, na Assembleia Municipal, informação que Carlos Lopes, presidente da Comissão Política da Secção do PSD de Coimbra, e Nuno Freitas, líder da bancada da Assembleia Municipal, confirmaram esta quarta-feira (25).

Outra das críticas que o Partido Social Democrata de Coimbra faz a este Orçamento passa por considerar que “promove e reforça a subsidiodependência”. “Observamos muitas Entidades e Instituições a sentarem-se à mesa deste Orçamento municipal, o que, do nosso ponto de vista poderá ser perigoso para a equipa social e económica do concelho”, afirma.

“O documento orçamental comprova, também, que os pelouros da Habitação social e do Urbanismo, constituem os piores exemplos da governação municipal socialista e comunista: hiperburocráticos, ineficientes e com uma gestão do dia-a-dia sem qualquer visão estratégica”, acrescenta, ainda, a Comissão Política.

Carlos Lopes afirmou estarem particularmente preocupados com o Orçamento, uma vez que este documento “reveste-se de redobrada importância, pois será o último apresentado por este Executivo municipal”, o que levou a que o PSD realizasse uma análise aos últimos anos de mandato, chegando à conclusão que, conforme afirmou Nuno Freitas, “Coimbra hoje é menos do que há quatro anos”.

O presidente do PSD de Coimbra garantiu, ainda, que o partido “está forte e pronto para recuperar a Câmara de Coimbra”.