Coimbra  25 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD de Coimbra acusa a Câmara de fazer apenas “obras de papel”

8 de Setembro 2020 Jornal Campeão: PSD de Coimbra acusa a Câmara de fazer apenas “obras de papel”

A Comissão Política Concelhia de Coimbra do PSD declarou, hoje, que “é por demais evidente a incapacidade do Executivo socialista e comunista, que lidera a Câmara Municipal, em apresentar obra feita”.

“Coimbra encontra-se num estado comatoso difícil de entender, onde a pouco mais de um ano das próximas eleições autárquicas cresce o número de anúncios e consignações apresentadas pelo Executivo socialista, mas sobram as obras começadas e concluídas”, refere a estrutura social-democrata liderada por Carlos Lopes.

“Entre as promessas do primeiro-ministro, que ainda a semana passada veio a Coimbra ludibriar os mais incautos com palavras de pompa do ‘agora é que vai ser’, dando como exemplo o projecto do Metro Mondego e os anúncio e actos de consignações promovidas pelo aparelho socialista local, ficamos com a certeza que nada acontece na nossa cidade e no nosso concelho”, declara o PSD.

Segundo os sociais-democratas, “quando há uns dias a autarquia anunciou a conclusão das denominadas obras de requalificação das Docas (Parque Verde), percebemos todos a (a)normalidade de tempo que temos de esperar para que uma obra termine, em Coimbra. Foram três anos e quatro verões que tivemos de esperar para voltar a usufruir deste espaço da cidade, estando ainda a decorrer os processos de contratação para exploração dos espaços comerciais. Será normal? Para o PSD de Coimbra não é!”.

“Os socialistas que nos (des)governam continuam calma e pomposamente a gozar com Coimbra. É que para além das obras já anunciadas com grande pompa para a cidade de Coimbra (algumas mais que uma vez, como a requalificação do Parque Manuel Braga, a estabilização dos muros da margem direita entre a Ponte-açude e a Estação Nova ou o Centro Olímpico de Ginástica do Vale das Flores), observamos também o grau miserável de execuções de obras na grande maioria das freguesias do nosso concelho. Só a título de exemplo, na freguesia de Santo António dos Olivais, entre 2019 e 2020, não tivemos qualquer obra executada” – declara o PSD, através de Carlos Lopes.

Para o PSD, “é verdadeiramente penoso assistir a esta incapacidade política do Partido Socialista e de Manuel Machado em executar e fazer avançar obras”. “Nos últimos sete anos observamos apenas ‘obras de fachada’, que não representam qualquer mais-valia económica, social ou cultural, nem fixam nenhum jovem ou qualquer empresa ou indústria ao concelho de Coimbra”, acrescenta.

O PSD de Coimbra diz exigir que “o PS e este Executivo camarário, socialista e comunista, esclareça de uma vez por todas esta ‘pandemia de obras’ sem início e sem fim à vista, com claro prejuízo para os contribuintes”.