Coimbra  11 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PS não quer a Lousã prejudicada com saída de Penacova da APIN

14 de Maio 2020 Jornal Campeão: PS não quer a Lousã prejudicada com saída de Penacova da APIN

O PS apresentou na Assembleia Municipal da Lousã uma proposta a solicitar à APIN (Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior) que exerça todos os direitos que lhe assistem e decorrentes da saída unilateral de Penacova.

A proposta foi aprovada ontem, na reunão da Assembleia Municipal da Lousã, com 18 votos a favor do PS, cinco abstenções do PSD, um voto contra do BE e outro da CDU.

Esta tomada de posição pretende “defender os direitos dos lousanenses e de todos os associados da empresa 100% pública APIN – constituída em exclusividade pelos Municípios que a integram – e garantir que não são os Municípios que permanecem na APIN a suportar as consequências da possível consumação de saída – operacionais e de investimentos futuros”.

O PS da Lousã diz “respeitar, democraticamente, a opção do Executivo e Assembleia Municipal de Penacova, mas mantém a sua convicção na validade da opção tomada”, mas relembra que “os pressupostos que levaram à criação desta empresa pública – nomeadamente a sustentabilidade presente e futura do sistema de águas, saneamento e resíduos urbanos, a eficácia e eficiência deste serviço fundamental, o acesso a importantes fundos europeus e a coesão territorial – se mantêm”.

Os socialistas da Lousã realçam “o sentido de responsabilidade e a saudável discussão de ideias verificado na Assembleia Municipal da Lousã”, ao mesmo tempo que “repudiam todos os aproveitamentos populistas que, através de campanhas de desinformação assente em inverdades e factos distorcidos, apenas cumpre objectivos pessoais e eleitoralistas, sobrepondo-se ao superior interesse da Lousã e dos lousanenses”.