Coimbra  22 de Abril de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PS de Coimbra realça “pronta denúncia” da Câmara face a suspeitas sobre vereador

2 de Março 2021 Jornal Campeão: PS de Coimbra realça “pronta denúncia” da Câmara face a suspeitas sobre vereador

A Concelhia do PS de Coimbra realçou hoje a “pronta denúncia” do presidente da Câmara junto do Ministério Público face a suspeitas sobre o ex-vereador Jorge Alves, que renunciou ao cargo.

“A Concelhia de Coimbra do PS orgulha-se da transparência assumida pelo presidente da Câmara Municipal [Manuel Machado], na pronta denúncia desta situação junto do MP [Ministério Público], para clarificação deste processo na defesa do interesse público e da protecção dos direitos e interesses dos cidadãos”, afirmou a estrutura local socialista.

A Procuradoria-Geral da República afirmou hoje que instaurou um inquérito para averiguar as alegadas adjudicações feitas pelo ex-vereador Jorge Alves (PS), que renunciou ao cargo, nos Transportes Urbanos de Coimbra a uma empresa detida pelo seu filho.

O Município anunciou no sábado que o vereador Jorge Alves (PS) apresentou um pedido de demissão do cargo na sexta-feira, que “foi imediatamente aceite pelo presidente da Câmara Municipal”, que adiantou que a decisão da saída se deve a “razões do foro pessoal do próprio”.

Em comunicado, a Concelhia socialista “destaca a célere actuação do Executivo da Câmara Municipal de Coimbra, sobre o processo referente ao agora ex-vereador, Jorge Alves”.

“Esta atitude é demonstrativa da integridade e seriedade que pauta a acção dos socialistas na autarquia de Coimbra. A Concelhia de Coimbra do PS defende e defenderá sempre que todos os eleitos locais devem respeitar a lei, actuar com justiça e imparcialidade, respeitar o fim público dos poderes que estão investidos e não favorecer interesses particulares, próprios ou de terceiros, de qualquer natureza”, vincou.

O PS de Coimbra deseja ainda que “os processos em curso decorram de forma célere, nos quais sejam apurados todos os factos para sua clarificação”.

Após o anúncio do Município no sábado da renúncia do vereador, a oposição exigiu esclarecimentos, apontando para alegadas adjudicações nos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), quando Jorge Alves era membro do seu Conselho de Administração, que integrou como vogal desde 2013 e que presidiu desde o final de 2017.

Jorge Alves será substituído no Executivo por Tiago Estêvão Martins.