Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PS de Coimbra lamenta morte de Campos Coroa, “uma referência” da cidade

9 de Maio 2022 Jornal Campeão: PS de Coimbra lamenta morte de Campos Coroa, “uma referência” da cidade

A Concelhia de Coimbra do Partido Socialista lamentou, esta segunda-feira, a morte do antigo presidente da Académica José Emílio Vieira Campos Coroa, vítima de doença prolongada, que era uma “referência” da cidade.

O antigo dirigente do Organismo Autónomo de Futebol (OAF) entre 1995 e 2002, que subiu o clube à I Liga na época 2001/2002, faleceu na madrugada de hoje, aos 67 anos, nos Hospitais da Universidade de Coimbra.

O PS de Coimbra realça o “homem apaixonado pela vida e pela sua cidade adoptiva, Coimbra, médico, que tinha um grande amor pela sua Académica, da qual foi presidente e de que se destaca a subida da equipa de futebol à primeira divisão em 2001/02”.

A estrutura socialista destaca ainda que Campos Coroa foi o “impulsionador do que hoje é a Academia Briosa XXI”, nos Campos do Bolão, em Coimbra.

“Não haverá palavras que cheguem para caracterizar Campos Coroa e o seu grande coração”, sublinha a nota.

Campos Coroa era militante do PS antes do 25 de Abril de 1974, na secção da Sé Nova.

Filho de pais algarvios, de Faro, que estudaram em Coimbra e se fixaram na cidade, nasceu em Coimbra em 15 de Agosto de 1954 e licenciou-se em Medicina, tendo optado pela especialidade de oftalmologia.