Coimbra  27 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Protecção Civil lançou portal, disponível para a população, sobre riscos naturais

1 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Protecção Civil lançou portal, disponível para a população, sobre riscos naturais

Está já disponível online o novo portal da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) – o ‘Portal InfoRiscos’ – para divulgar informações sobre os riscos naturais que são susceptíveis de afectar o território de Portugal continental.

Este novo portal sobre risco foi lançado por ocasião do Dia Internacional para a Redução do Risco de Catástrofes, que se assinalou a 13 de Outubro, e tem a “Governança do Risco” como tema central, escolhido pela Organização das Nações Unidas para este ano.

Este portal tem o objectivo de “divulgar ao público informação sobre identificação e caracterização dos fenómenos de génese natural, tecnológica ou mista, susceptíveis de afectar o território de Portugal Continental”, refere a Protecção Civil.

Segundo a ANEPC, o acesso à informação sobre os riscos a que os cidadãos estão sujeitos, em cada área do território, é “não só uma obrigação legal mas também uma ferramenta essencial para garantir a sensibilização da população em matéria de autoprotecção e, assim, promover uma melhor aplicação dos princípios da precaução e da prevenção, contribuindo para a adopção de medidas que diminuam as consequências de acidentes graves ou catástrofes”.

A Protecção Civil nota, ainda, que a informação disponibilizada no portal, com base em Sistema de Informações Geográficas (SIG), sustenta-se no documento “avaliação nacional de risco”, adoptado pela Comissão Nacional de Protecção Civil, em 2019, no qual descreve, para cada risco, o processo de análise e os dados utilizados, estando a metodologia de avaliação centrada na susceptibilidade e na cartografia dos elementos expostos, incluindo estimativa do grau de gravidade dos danos potenciais e da probabilidade de ocorrência do risco.

O lançamento deste novo portal está inserido na execução da Estratégia Nacional para uma Protecção Civil Preventiva, que se traduz numa aposta de um conhecimento mais aprofundado dos riscos, com o objectivo de prevenir ou mitigar os seus efeitos, estimulando, assim, a participação das populações e a ideia de que a protecção e a segurança são uma responsabilidade de todos.

Recorde-se que, ainda a 22 de Outubro, a zona Centro, e em particular os concelhos de Figueira da Foz e Cantanhede, foi abalada por um sismo de magnitude 3,7 na escala de Richter, com epicentro a cerca de 35 quilómetros a Oeste – Noroeste do Cabo Mondego.