Coimbra  6 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Protecção Civil de Cantanhede destruiu 436 ninhos de vespa asiática em 2020

29 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Protecção Civil de Cantanhede destruiu 436 ninhos de vespa asiática em 2020

A Protecção Civil Municipal de Cantanhede tem, desde 2015, desenvolvido uma intensa campanha de monitorização e controlo da vespa asiática, tendo destruído um total 1 074 ninhos, dos quais 436 só no último ano.

Este número representa um crescimento de 12,5 por cento relativamente a 2019, “o que se explica em grande medida pelo efeito das campanhas de sensibilização desencadeadas para mobilizar os munícipes a reportarem rapidamente aos serviços camarários os vespeiros que surjam no território e, também, pela capacidade de resposta das equipas que procedem à sua destruição”, informou a Câmara Municipal de Cantanhede.

Esta operação é realizada por pessoas tecnicamente capacitadas para o efeito que estão munidas dos equipamentos necessários para resolver todos os casos em segurança e de forma a impedir a fuga de vespas que possam originar outros focos.

O Executivo informou que a captura dos ninhos “é efectuada por remoção total, quando são primários e se encontram em local acessível, e por incineração nos locais em que seja absolutamente seguro fazer uso do fogo”. Nestes casos, a queima é feita com recurso a varas extensíveis até 20 metros e com um maçarico de gás propano com potência a 150 KW.

Outra solução usada é a aplicação de um insecticida, autorizado pela Direcção-Geral da Saúde, sendo usadas, também, varas extensíveis e uma ponteira em alumínio com bico aspersor.

Para além disto, as equipas de eliminação da vespa velutina dispõem de uma arma de ar comprimido que injecta nos ninhos balas em forma de cápsulas com o insecticida, “o que permite actuar de forma mais rápida e eficaz em todos os que são detectados em árvores ou estruturas de grande altura”, revelou o Executivo.

De acordo com a autarquia, a Protecção Civil Municipal de Cantanhede “pretende chegar ainda mais longe na eliminação de focos desta praga asiática”, apostando na conjugação da maior capacidade operacional com o aumento do nível de detecção”, contando que as pessoas estejam mais atentas para este problema e expectando que se aumente a eliminação destes ninhos, com o objectivo de os erradicar do concelho.

A autarquia revelou, ainda, que, assim que os alertas são recebidos, é efectuada uma primeira visita de reconhecimento pelos técnicos para confirmar a existência de vespeiros, sendo, também, avaliado qual o método de eliminação mais recomendando ou possível para garantir a destruição.

A sinalização dos vespeiros deve ser comunicada aos serviços da Protecção Civil Municipal de Cantanhede, através do número 231 423 818, de segunda a sexta-feira, entre as 09h00 e as 17h00, ou dos endereços geral@cm-cantanhede.pt e protecao.civil@cm-cantanhede.pt.