Coimbra  21 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Protecção Civil alerta para perigo de incêndio

20 de Agosto 2019

A Protecção Civil alerta para o agravamento das condições meteorológicas favoráveis ao aumento do risco de incêndio, em particular até sexta-feira (23), conforme prevê o IPMA.

Destaca-se nos próximos dias o aumento da temperatura para valores acima da média, variando entre os 30ºC e os 35ºC, podendo mesmo atingir valores superiores no interior; vento fraco a moderado, soprando temporariamente com rajadas fortes; valores de humidade relativa do ar com um decréscimo para os 20 – 30 por cento durante a tarde, sendo que, no período nocturno não se registarão valores superiores a 50 por cento, incluindo nas regiões do litoral.

Assim, é expectável o aumento do perigo de incêndio para valores muito elevados a máximos, na generalidade do território, determinados pelas condições meteorológicas acima referidas e pelo estado de secura da vegetação.

Neste sentido a Autoridade Nacional de Emergência de Protecção Civil recorda que durante o período crítico, que começou a 01 de Julho até 30 de Setembro, é proibido:

  • Fazer queimadas sem autorização;
  • Fazer queima de amontoados sem autorização;
  • Utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito;
  • Fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais;
  • Lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal;
  • Fumigar ou desinfectar apiários, excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas;
  • Usar moto-roçadoras, excepto se possuírem fio de nylon, corta-matos e destroçadores nos dias de risco máximo.

É, ainda, obrigatório o uso de dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa dos veículos de transporte pesados e um ou dois extintores de seis quilos, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil recomenda, também, a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente através da adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução na utilização do fogo.

É possível verificar a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias nos sítios da Internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com