Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Projecto “O rio que nos une” foi apresentado em Montemor-o-Velho

21 de Março 2022 Jornal Campeão: Projecto “O rio que nos une” foi apresentado em Montemor-o-Velho

A rede intermunicipal projectada pelos Municípios de Soure (entidade líder), Figueira da Foz e Montemor-o-Velho visa promover uma oferta diversificada de actividades de âmbito cultural nos três concelhos parceiros. Começou, ontem (20), com o embaixador do projecto, o músico e chef Miguel Gameiro, na cozinha ao vivo do Festival do Arroz e da Lampreia a preparar um saboroso arroz de perdizes.

O presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, ao agradecer ao Município líder por “Montemor-o-Velho ter acolhido a primeira acção d’O Rio que nos Une” referiu ainda que “este projecto faz todo o sentido ao evocar o rio Mondego como factor agregador da cultura destes três municípios, unindo também o património e a gastronomia. É ao longo do rio Mondego que se tem desenvolvido uma cultura gastronómica muito própria e identitária da região. Tenho a certeza que com este projecto vamos promover a dinamização turística e cultural dos três concelhos”.

Por sua vez, Manuel Domingues, vereador do Município da Figueira da Foz, ao aludir às semelhanças e diferenças gastronómicas dos municípios envolvidos, mostrou-se confiante com o projecto e sublinhou: “O rio une-nos mesmo e prova que juntos somos mais fortes”.

No decorrer da sessão de apresentação, o presidente da Câmara Municipal de Soure, Mário Jorge Nunes, congratulou-se com a apresentação de “mais um projecto agregador” da região.

Confiante da potencialidade da rede cultural intermunicipal e da sua “capacidade para se replicar”, o edil sourense asseverou: “vamos continuar a afirmar a nossa identidade” contando com a “envolvência dos muitos agentes culturais dos três municípios” nos espectáculos e concertos que estão a ser desenvolvidos.

A iniciativa prevê a realização de sete acções que passam pela produção do hino original do projecto, de um espectáculo aqua show (instalação multimédia impactante de tributo ao rio), música no rio, património com música, arroz fest, 30 voltas da roda e concertos evocativos.

‘O Rio Que nos Une’ – CENTRO-07-2114-FEDER-000257 – foi alvo de candidatura ao AVISO N.º CENTRO-14-2020-12, integrado na Prioridade de Investimento (PI) 6.3/6c) – Investimento na Conservação, Protecção e Promoção e Desenvolvimento do Património Cultural e pretende promover e dinamizar o Rio Mondego enquanto elemento agregador do território e produto turístico diferenciador, com base no património natural e cultural (edificado e imaterial) existente, contribuindo para o incremento do turismo cultural na região.