Coimbra  24 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Projecto de apoio à vítima de violência doméstica “6 em Rede” já foi lançado

20 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Projecto de apoio à vítima de violência doméstica “6 em Rede” já foi lançado

Decorreu na passada sexta-feira (16), na Casa das Artes em Miranda do Corvo, o lançamento oficial do projecto “6 em Rede” com a realização de sessão técnica de trabalho envolvendo responsáveis políticos e técnicos das autarquias parceiras, da Dueceira enquanto entidade coordenadora e a presença de Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Manuel Albano, vice-presidente do CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, e outros técnicos desta estrutura.

Tratou-se essencialmente de um momento de compromisso das entidades e instituições parceiras para o desenvolvimento de um modelo de trabalho em rede, itinerante e flexível perspectivando um acompanhamento de proximidade com as comunidades. Através da criação de um “gabinete” – que mais do que um espaço físico se assume como uma disponibilidade técnica permanente, atenta e profissional para apoio directo a quem dele carece – pretende-se proporcionar o atendimento, apoio, protecção e reencaminhamento de vítimas de violência doméstica por forma a lhes conferir respostas personalizadas, multidisciplinares e especializadas.

A Secretária de Estado fez questão de demonstrar a sua confiança neste processo local, realçando a importância destas estruturas e a co-responsabilização de todos os intervenientes para a diminuição deste flagelo social nos territórios.

À recém-formada equipada técnica, sob a alçada directa da Dueceira, compete agora criar os elos institucionais locais, regionais e nacionais por forma a uma condução correcta e eficiente do processo, onde a confiança, responsabilidade, discrição e espírito de missão se assumem como princípios basilares para a eficácia e sucesso da iniciativa.

Aprovada no âmbito do POISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, concretamente na tipologia de operação 3.17 – “Instrumentos específicos de protecção das vítimas e de acompanhamento de agressores na violência doméstica” e dentro desta na esfera da Acção 3.17.1 – “Estruturas de atendimento, acompanhamento e apoio especializado a vítimas de violência doméstica e violência de género e sensibilização e produção de materiais nestas áreas”.

“Analisando os dados de relatórios dos últimos anos, apresentados por diversas entidades públicas e privadas, acerca da temática da violência de género e/ou violência doméstica, e à luz dos acontecimentos ocorridos em Portugal no ano de 2019 e já com grande incidência neste ano de 2020 – também porventura reforçado com a actual conjuntura covid-19 -, apreende-se que o caminho a percorrer ainda é longo, em que os casos de violência doméstica constituem uma realidade social intolerável e inadmissível que este projecto pretende amenizar ou até sanar”, concluiu a Dueceira.