Coimbra  26 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Projecto da nova ponte do Paço considerado de interesse público

23 de Janeiro 2019

O projecto de construção da nova ponte do Paço foi considerado de “relevante interesse público”e permite, finalmente, avançar com o acordo assinado entre as câmaras municipais de Coimbra e de Montemor-o-Velho.

O reconhecimento veio por parte da secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, através do despacho 720/2019, conforme anunciou, hoje, o Município de Montemor-o-Velho.

Célia de Oliveira Ramos considera que o projecto visa não apenas “beneficiar a acessibilidade entre o concelho de Coimbra e o concelho de Montemor-o-Velho, substituindo a actual ponte do Paço, com apenas uma via de circulação e de visibilidade reduzida, por uma nova travessia que permitirá a circulação continuada de viaturas em ambas as direcções e a circulação de peões em segurança”, como também “não existe alternativa de localização que não afecte espaços integrados em REN”.

O despacho põe fim a um impasse de mais de um ano, depois do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) ter emitido um parecer favorável condicionado, devido à afectação de áreas classificadas, exigindo a construção de um passadiço para os animais anfíbios do paul. Recorde-se que também a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) emitiu parecer favorável condicionado. Só a Entidade Regional da Reserva Agrícola Nacional do Centro emitiu um parecer favorável sem reservas.

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) propôs a viabilização do projecto, ao abrigo do regime jurídico da REN, advertindo que os pareceres das entidades consultadas deverão ser cumpridos e as medidas de minimização constantes do projecto deverão sem implementadas.

“Esta é uma obra muito importante para todas as freguesias do concelho de Montemor-o-Velho e de Coimbra e também para outros concelhos que utilizam esta via. Em Julho de 2017 assinámos um acordo com o Município de Coimbra para que a nova ponte venha a ser uma realidade, e, desde então, temos vindo a trabalhar com seriedade e rigor, mas não podemos avançar com o projecto sem as devidas autorizações das diversas entidades. Também nós gostaríamos que se concretizasse o mais rapidamente possível, mas tivemos que aguardar” – refere o Emílio Torrão, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.

A nova ponte do Paço, que liga os concelhos de Montemor-o-Velho e Coimbra, entre Pereira a Arzila, tem cerca de 14 metros de vão entre eixos, 10 metros de perfil transversal e de superestrutura pré-fabricada. Com as duas faixas previstas no projecto, esta infraestrutura vai permitir um normal fluxo do trânsito, solucionando o estrangulamento viário que diariamente condiciona a circulação de milhares de veículos entre os dois concelhos.

A ponte actual vai ser desactivada ao trânsito, mantendo-se como pedonal e ciclável.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com