Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Produtos alimentares e não comestíveis representam Coimbra em evento mundial

10 de Março 2022 Jornal Campeão: Produtos alimentares e não comestíveis representam Coimbra em evento mundial

Dois produtos comestíveis e dois não comestíveis vão representar a Região de Coimbra em Menorca, Espanha, no dia 7 de Abril, num evento mundial que visa promover cadeias alimentares e sistemas de consumo locais mais sustentáveis.

Na final regional do World Food Gifts Challenge 2022, na categoria dos bens não comestíveis, foram seleccionados, esta quinta-feira, em Condeixa-a-Nova, a tecelagem de Almalaguês, com um saco do pão concebido por Mabilde Santos, e os palitos de pestana de Penacova, apresentados a concurso por Fátima Lopes.

“Identificando os melhores e mais inovadores produtos alimentares concebidos e produzidos a nível regional, que protejam a diversidade cultural e alimentar”, os vencedores gerais foram o “queijo creme com pêra passa”, de Paula Lameiras, oriunda do concelho de Oliveira do Hospital, e uma maleta de cartão contendo iguarias e artesanato de Coimbra, da responsabilidade da firma Cordel Maneirista, de Santa Clara, na margem esquerda do rio Mondego.

A divulgação dos vencedores da iniciativa regional, organizada pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, decorreu em Condeixa-a-Nova, numa sessão em que a CIM se fez representar pelo vice-presidente, Raul Almeida, e pelo secretário executivo, Jorge Brito.

Raul Almeida, também presidente da Câmara Municipal de Mira, salientou a importância do concurso internacional ao nível da “divulgação, inovação e produção” dos produtos locais.

“Os produtos que estiveram a concurso (…) devem obedecer a alguns critérios, como a autenticidade e ligação profunda ao território, o fabrico artesanal, a sustentabilidade e a portabilidade, entre outros”, segundo a CIM.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita da Costa, disse aos jornalistas que se verifica, da parte dos produtores, “uma motivação muito grande” no âmbito dos objetivos do World Food Gifts Challenge.

O autarca salientou que foram apresentados a concurso “produtos distintivos da Região de Coimbra, em termos de turismo e de cultura”.

Na sua avaliação, o júri de peritos, liderado pelo empresário João Bessa Lima, ponderou em cada concorrente, designadamente, características como “’branding’ mais criativo”, “embalagem mais sustentável”, “melhor narrativa”, “melhor degustação”, “melhor promoção da região”, “melhor inovação em design tradicional” e “melhor interpretação contemporânea de artesanato tradicional”.

Foram ainda distinguidos, em diferentes categorias, produtos que não irão disputar o evento mundial, na ilha mediterrânica de Menorca.