Coimbra  27 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Produção artesanal de estupefacientes químicos desmantelada pela PJ

20 de Julho 2018

Um homem, de 30 anos, foi detido, pela PJ de Coimbra, nas imediações da vila da Lousã, por tráfico de estupefacientes, que ele produzia artesanalmente, revelou, hoje, a Directoria do Centro.

A Polícia Judiciária deteve o indivíduo no decurso de uma investigação destinada a combater a produção e comercialização ilícita de estupefacientes, tendo sido interceptado, em flagrante delito, no local onde possuía uma unidade de produção artesanal de droga.

O espaço visava a sintetização de grandes quantidades de ‘ayahuasca’, para extracção/purificação de DMT (dimetiltriptamina), substância proibida com fortes propriedades alucinogénias, semelhante ao LSD.

Segundo a PJ, trata-se da “primeira acção do género realizada em território nacional, da qual resultou, ainda, a apreensão de 240 doses de cannabis, uma quantidade assinalável de ‘ayahuasca’ (mais de 70 litros), bem como toda a parafernália de objectos e produtos químicos utilizados no processamento, pesagem e embalamento”.

Fonte policial disse ao “Campeão” ter sido surpreendida pela sofisticação do fabrico. Além de gerar uma espécie de chá, o indivíduo sintetizava uma substância activa de onde resultam cristais de dimetiltriptamina.

Devido à “especificidade do caso”, os trabalhos de desmantelamento desta unidade de produção de estupefacientes foram desenvolvidos em estreita colaboração com o Laboratório de Polícia Cientifica, que fez deslocar pessoal aos arredores da Lousã.

O arguido, desempregado e sem antecedentes criminais, foi já presente a um primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coacção de apresentações diárias às autoridades, proibição de se afastar da sua área de residência e de participar em festivais de música.

 

 

 

PJ droga 1

PJ produção droga 1

PJ produção droga 2

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com