Coimbra  20 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coimbra: Procissão do Senhor dos Passos presidida pelo Bispo de Coimbra

8 de Março 2020 Jornal Campeão: Coimbra: Procissão do Senhor dos Passos presidida pelo Bispo de Coimbra

A procissão solene com a imagem do Senhor dos Passos realiza-se, esta tarde, na “Baixa” de Coimbra, numa cerimónia religiosa que será presidida pelo Bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes.

A procissão, organizada pela Irmandade do Senhor dos Passos da Igreja da Graça e a Paróquia de Santa Cruz, sairá à rua pelo segundo ano consecutivo, tendo início com a Missa presidida pelo Bispo, às 15h00, à qual se segue a procissão pelas ruas da “Baixa”, com início às 16h00.

“A Igreja da Graça foi, de resto, a sede dos Eremitas de Santo Agostinho, congregação já extinta que foi responsável pela introdução em Portugal deste tipo de procissões de Passos. Com efeito, em pleno tempo da Quaresma, a contemplação dos passos da Paixão do Senhor, traduz-se numa oportunidade única para uma catequese popular, em plena rua, onde as imagens, os cantos e as meditações convidam à interioridade e à oração”, refere a Irmandade.

As reflexões da procissão de Passos serão dirigidas pelo padre Carlos Noronha Lopes, pároco de Buarcos, que com a sua equipa orientará também os cantos à Paixão de Jesus.

Após a saída da procissão da Igreja da Graça, com o andor de Nosso Senhor dos Passos, a procissão conduz até à praça 8 de Maio, onde o andor de Nossa Senhora das Dores aguarda, na frente da Igreja de Santa Cruz a chegada do andor principal.

“Aí de recorda o encontro de Jesus a caminho do Calvário com sua Mãe, a Virgem Maria. À porta da Igreja de São Tiago uma nova paragem e meditação. Em frente do Arco de Almedina, escuta-se a lamentação da Verónica, representando assim este quadro da piedade tradicional”, explica a organização.

Este ano, uma novidade em relação ao ano anterior, é o facto de quando regressar à Igreja da Graça, a procissão interrompe-se novamente na praça 8 de Maio, quando o andor do Senhor dos Passos entra no interior do templo de Santa Cruz e após a reflexão e o canto, dá lugar ao esquife com o Senhor Morto, que é conduzido até à Igreja da Graça, onde com a bênção final, o Bispo de Coimbra encerra este acto público.

Nesta procissão, tomarão parte as irmandades e confrarias da Cidade de Coimbra, as crianças da catequese que levam os sinais da Paixão do Senhor, e os agrupamentos de escuteiros do concelho de Coimbra.

Os andores e o pálio são conduzidos por diversos grupos onde se destaca a Confraria da Rainha Santa Isabel e os Cavaleiros da Ordem do Santo Sepulcro.