Coimbra  19 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Prémio Cidadão Europeu do Ano gerou confusão de nomes

11 de Junho 2018

O Prémio Cidadão Europeu do Ano / 2018 foi atribuído, pelo Parlamento Europeu, ao fundador da Cercimarante, cujo nome, António Pinto Monteiro, é igual ao de um catedrático de Direito da Universidade de Coimbra.

Pelo lapso – que teve origem num equívoco da agência noticiosa Lusa, ampliado por vários órgãos de comunicação social – apresenta o “Campeão” um pedido de desculpa aos seus leitores, extensivo às pessoas visadas.

O Parlamento Europeu também premiou a Fundação de Francisco Manuel dos Santos (FFMS).

O fundador da Cercimarante foi distinguido por se ter dedicado “a causas sociais, em particular em trabalhos com crianças com deficiência, vítimas de maus tratos ou em situação de pobreza”.

A FFMS foi premiada pelo seu papel na promoção de estudos e disseminação de informação sobre temas europeus, por contribuir para a “consciencialização dos portugueses para as grandes questões do nosso tempo” e por incentivar o “exercício de uma cidadania mais activa, abordando temas actuais através de um ângulo europeu”.

O lapso, por que a Redacção do “Campeão” se penitencia, só foi rectificado pela Lusa volvidas 18 horas sobre a difusão do despacho da agência noticiosa que aludia a Pinto Monteiro como se se tratasse de um professor da Faculdade de Direito da UC.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com