Coimbra  22 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Povos da Serra da Lousã fazem tributo a Kalidás Barreto

10 de Julho 2019

O escritor, sindicalista e dirigente associativo Kalidás Barreto vai ser distinguido no Santo António da Neve, no próximo sábado (dia 13), às 10h45, no âmbito de um tributo público integrado no 23.º Encontro dos Povos da Serra da Lousã.

Radicado desde a juventude na Castanheira de Pera, o antifascista Luís Maria Kalidás da Costa Barreto, de 86 anos, é reconhecido especialmente pelo seu empenho na defesa dos valores culturais, naturais e históricos da Serra da Lousã e por ter estado na génese do Encontro dos Povos, em 1997.

Filho do intelectual republicano Adeodato Barreto, oriundo de Goa, o antigo colaborador do Trevim foi eleito deputado à Assembleia Constituinte, pelo PS, em 1975, e esteve na fundação da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), em 1970.

Em 2004, o então Presidente da República Jorge Sampaio agraciou-o com a Ordem da Liberdade, distinguindo a sua acção na luta contra o fascismo, com destaque para o envolvimento na candidatura de Humberto Delgado à Presidência da República, em 1958, na campanha da oposição democrática, em 1969, e na promoção dos direitos dos trabalhadores.

Durante décadas, foi dirigente nacional da CGTP, presidente da assembleia geral do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis do Centro e, mais tarde, provedor do associado do INATEL.

Na Lousã, Kalidás Barreto apoiou diferentes iniciativas culturais e cívicas das cooperativas Trevim e Arte-Via.

É autor de 13 livros, como “Monografia do Concelho de Castanheira de Pera” (1989) e “Lenda da Princesa Peralta” (1964), entre outros, maioritariamente sobre a sua terra de adopção e a Serra da Lousã.

Colaborou com diferentes títulos da imprensa regional, incluindo o Trevim, O Castanheirense e A Comarca de Figueiró dos Vinhos.

Vindo de Tomar, como no ano passado, o actor e contador de histórias João Patrício associa-se à evocação de Kalidás Barreto.

As danças e reconstituições do Grupo Etnográfico da Região da Lousã e uma sessão ao ar livre, às 10h00, com o investigador Mário Maia, doutorado pela Universidade de Coimbra, em Abril, com a tese “Jogos, emoções, cultura e educação física”, que falará de jogos e brinquedos tradicionais, são outros dos momentos do programa do Encontro dos Povos, em que a Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã também participa.

Além do seu contributo para os jogos tradicionais, a Lousitânea promove a presença de artesãos do concelho de Góis e confecciona no local, entre outras iguarias, “sopa serrana”, filhó com mel e café à moda antiga.

Como em edições anteriores, a Câmara da Lousã disponibiliza um autocarro de 50 lugares para o transporte de pessoas, com partida às 08h30, junto aos Paços do Concelho, e regresso às 19h00.

As inscrições terão de ser efectuadas previamente no balcão de acolhimento da Câmara.

Os promotores do Encontro dos Povos incentivam a venda de comes e bebes e produtos da Serra da Lousã, como artesanato, mel ou plantas aromáticas.

No entanto, é vedado o acesso de viaturas às áreas onde se comem os farnéis. Também não é permitido o uso de aparelhagens sonoras no recinto.

Além dos jornais Trevim (Lousã) e Mirante (Miranda do Corvo), integram a organização a Caperarte (Castanheira de Pera), a Liga de Amigos do Museu Etnográfico Louzã Henriques e a Lousitânea (Góis).

Estrada para o Trevim exige reparação

Os organizadores do encontro referem que a estrada municipal que liga a EN 236 ao alto do Trevim, dando depois acesso ao Santo António da Neve, está em péssimo estado, uma situação incompreensível que se tem agravado a olhos vistos e que, lamentavelmente, ano após ano, impede muitos visitantes de fruírem livremente das belezas naturais e patrimoniais da Serra da Lousã.

Na sequência das múltiplas queixas dos utentes e dos sucessivos alertas, a organização solicitou à Câmara da Lousã a reparação urgente daquela via, ainda que provisória e a tempo de ser publicitada à comunidade, para que este programa não saia mais uma vez prejudicado, assegurando a circulação com as condições mínimas de segurança às pessoas e viaturas que se dirijam ao Encontro dos Povos.

FOTO: Filipe Lopo

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com