Coimbra  5 de Março de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Postais “Vamos viver o Natal” expostos na Biblioteca Municipal de Coimbra

25 de Dezembro 2023 Jornal Campeão: Postais “Vamos viver o Natal” expostos na Biblioteca Municipal de Coimbra

No âmbito da colaboração entre o Município de Coimbra a Rede de Bibliotecas de Coimbra, a Biblioteca Municipal lançou o desafio de ilustração “Vamos Viver o Natal” às escolas da rede concelhia, em todos os ciclos.

A partir de uma leitura natalícia, os alunos fizeram uma ilustração inspirada na mesma. O desafio foi aceite e foram feitos cerca de 3.000 postais de Natal em papel e em formato digital. Entre estes, o júri escolheu 16 em formato papel e nove digitais e os trabalhos estão, agora, expostos na Biblioteca Municipal até 6 de Janeiro.

O desafio desenvolveu-se em duas fases. Na fase escola, onde houve uma primeira selecção dos trabalhos a concurso feita pelos professores bibliotecários, e na fase da Biblioteca Municipal, com os trabalhos pré-selecionados na 1.ª fase de escola, em que foram apurados os vencedores. Os trabalhos podiam ser realizados como composição artística convencional, sendo depois formatados para impressão no tamanho e forma de postal convencional e depois oferecidos aos utilizadores da Biblioteca Municipal durante a época natalícia, ou como composição artística digital, sendo depois divulgados através dos meios digitais.

A iniciativa foi desenvolvida em contexto de sala de aula, com a colaboração de toda a comunidade escolar, docentes e educadores, em articulação com os professores bibliotecários. Trata-se de um desafio pedagógico, cujo objectivo é fomentar o interesse pela leitura e a expressão artística junto das crianças e jovens em idade escolar. Assim, os alunos procuram inspiração numa obra literária (do género conto ou poesia) alusiva ao Natal e, partindo dessa leitura, interpretam, posteriormente, a obra ou parte dela, em forma de trabalho ilustrado

Os trabalhos foram, entretanto, seleccionados por um júri, tendo em conta a sua originalidade, a criatividade e a coerência com a obra lida.