Coimbra  20 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pombal: Tradicionais Festas do Bodo animam toda a cidade

26 de Julho 2018

Pombal cumpre a tradição anual com as Festas dos Bodo, que prometem atrair milhares de pessoas à cidade, de hoje e até ao final do mês (31 de Julho), com seis noites e seis dias de intensa actividade e animação.

Como já vem sendo hábito, a primeira noite (hoje, dia 26) é reservada à prata da casa, com a banda louriçalense Hora H a inaugurar o palco no largo do Arnado, numa noite que continua ao som dos ‘djs’ Eurico Lisboa + Mc Fubu e Scissors, enquanto no jardim do Cardal começa o chamado Bodo Antigo, com a mostra de artes através da ArtMovement, We Love Dance da ARCD de Casal da Rola e Danspirit.

Amanhã (sexta-feira) será o primeiro grande dia das Festas do Bodo, com a comemoração do Dia dos Avós, a partir das 14h30, no jardim do Cardal e arruada com a Filarmónica Artística Pombalense.

Pelas 17h30 será a sessão de abertura das Festas do Bodo, no salão nobre dos Paços do Concelho, com a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e a participação da Confraria do Bodo, seguindo-se a inauguração da exposição “Da Capelinha ao Convento – Salvé Senhora do Cardal”, nos claustros do Município, e as visitas à mostra de produtos locais, no largo do Cardal, e à mostra de actividades económicas, na zona desportiva.

Para o presidente da Câmara, “a presença do secretário de Estado é uma forma de homenagear todos os pombalenses que se encontram espalhados pelos quatro cantos do mundo e uma forma de reconhecimento do valor e da importância que os emigrantes têm para Pombal”.

Diogo Mateus lembra que as Festas o Bodo são, anualmente, “um ponto de encontro para milhares de pombalenses, principalmente para os muitos emigrantes que regressam a casa por esta altura do ano, para assistir às festividades e para reencontrar familiares e amigos, constituindo igualmente uma oportunidade para o Município poder aproveitar as experiências e os exemplos de sucesso dos emigrantes, como forma de enriquecimento mútuo”.

Em termos de espectáculos, amanhã, o jardim do Cardal volta a ser o centro dos festejos, onde se revivem as tradições do Bodo Antigo com o baile da Pérgula, animado por Graciano Ricardo. Já no largo do Arnado, a noite inicia-se com um concerto do cantor português de música reggae Richie Campbell.

No sábado (28), o Festival “Chamar a Música” e o teclista Artur João animam o jardim do Cardal e no largo do Arnado a fadista Raquel Tavares traz “madrugadas serenas”, com a festa a continuar ao som dos Meninos da Vadiagem.

No domingo (29) haverá o Festival de Folclore, teatro de rua e um baile com André Cardoso, no jardim e largo do Cardal. Às 00h00 será lançado o fogo-de-artifício e sobre ao palco Sérgio Godinho., seguindo-se Ana Isabel Arroja e o ‘dj’ JRamos.

Na segunda-feira (30), Vânia Marisa convida a um pezinho de dança no jardim do Cardal e no largo do Arnado C4 Pedro garante que “vamos ficar por aqui”. Mas a festa continua e no último dia (terça-feira, 31) haverá um concerto de Fernando Daniel, cantor e compositor português que se tornou conhecido ao vencer a 4.ª edição do programa da RTP1 “The Voice Portugal”.

Grande devoção à Senhora do Cardal

É a devoção a Nossa Senhora do Cardal que motiva as festas do Bodo, em Pombal, com um programa religioso muito participado, ao longo de cinco dias, que decorre em paralelo às vertentes culturais e recreativas.

As festividades começam, hoje, na Igreja do Cardal, pelas 21h00, com uma missa e proclamação da palavra, seguindo-se a enorme procissão das velas. Amanhã (sexta-feira) e no sábado haverá missa e pregação, pelas 21h00 e 21h30, respectivamente.

É no domingo (dia 29) que as celebrações religiosas atingem todo o seu esplendor com a missa solene em honra de Nossa Senhora do Cardal, pelas 17h00, seguida da grandiosa procissão pelas ruas da cidade com as tradicionais insígnias de todas as Capelas da Paróquia, num desfile em que participam milhares de fiéis e devotos.

Na segunda-feira (30) os festejos entram na recta final e, por isso, é chegada a hora de um último momento solene, que volta a juntar os fiéis na Igreja do Cardal, pelas 9h00, marcando o encerramento da componente religiosa das festas do Bodo.

De origem remota, as tradicionais festas do Bodo mantêm um carácter bem popular que nem as vicissitudes do tempo conseguiram quebrar. A lenda liga as festas do Bodo a uma praga que atingiu os pombalenses e a uma mítica D. Maria Fogaça, pessoa muito devota que deu origem à secular festa.

O forno, onde se chegavam a queimar quatro a seis carradas de lenha, era aceso pelos homens, enquanto à mesma hora, no convento, seis mulheres vestidas de branco, procediam à confecção do bolo, que levava seis alqueires de trigo e era de farinha não levedada.

No sábado, das seis para as sete da tarde, havia procissão, com quatro homens com o bolo numa padiola ladeado pelas mulheres que o haviam confeccionado, o andor com a imagem de Nossa Senhora do Cardal, o pároco, a filarmónica e muito povo, que dava a volta às ruas da vila, dirigindo-se depois para o local do forno, tendo o homem que devia entrar nele, passado todo o dia sob o andor a rezar.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com