Coimbra  18 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pombal reúne com Grupo Desportivo da Ilha para analisar redução de actividade

18 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Pombal reúne com Grupo Desportivo da Ilha para analisar redução de actividade

O presidente da Câmara Municipal de Pombal, Diogo Alves Mateus, e o vereador do Desporto, Pedro Martins, reuniram esta quarta-feira, 17 de Fevereiro, com a direcção do Grupo Desportivo da Ilha, dando início a uma série de reuniões com os clubes desportivos do concelho, no âmbito da atribuição de apoios financeiros à prática desportiva.

No final daquela que foi a primeira reunião para o efeito, a presidente da direcção do Grupo Desportivo da Ilha, Cidália Silva, afirmou ter saído “mais tranquila” do encontro com os autarcas. “É um ano difícil para todos e todos os apoios são necessários, mas dentro da dificuldade temos de nos readaptar às circunstâncias, dentro dos limites e do nosso plano de contingência”, frisou.

Para a dirigente, “as reuniões são sempre proveitosas”, adiantando: “a Câmara Municipal é um parceiro nosso e nós somos um parceiro da Câmara e quando as entidades se respeitam conseguem sempre um bom entendimento”.

A deliberação do Executivo Municipal, aprovada na última reunião camarária, prevê a atribuição de um valor total de 235 536 euros a 35 clubes, destinado a apoiar um universo de 1 987 atletas, dos quais 1 297 são jovens e 690 seniores, praticantes de 20 modalidades distintas.

Os valores foram calculados na base do Regulamento de Atribuição de Subsídios à Prática Desportiva (considerando essencialmente o número de atletas inscritos, escalões, equipas e modalidades), prevendo, excepcionalmente, um apoio suplementar de 50% do valor definido, aos clubes com escalões de formação que não tiveram competições, por determinação da Direcção Geral de Saúde (DGS).

Aos clubes que optaram por cancelar toda a actividade desportiva, que no âmbito do referido regulamento não seriam beneficiados, serão atribuídos apoios de 20% do valor concedido na época anterior, com o limite máximo de 3 000 euros e mínimo de 1 000 euros. Por sua vez, as colectividades com instalações próprias serão apoiadas, ainda, com um valor total de 14 520 euros.

Reconhecendo que os clubes desportivos vivem tempos de incertezas devido ao cancelamento de grande parte das suas actividades, o presidente da Câmara Municipal comprometeu-se a realizar reuniões de trabalho com os dirigentes associativos para avaliar o impacto económico da redução orçamental. Serão apreciados caso a caso as situações específicas dos clubes e a Câmara Municipal manifesta a sua disponibilidade em auxiliar na reposição dos défices de exploração que se venham a apurar.