Coimbra  14 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pombal: Requalificação do Largo da Igreja de Meirinhas em auscultação pública

8 de Março 2021 Jornal Campeão: Pombal: Requalificação do Largo da Igreja de Meirinhas em auscultação pública

Está a decorrer, até final do mês de Março, um processo de auscultação pública para recolha de contributos, ideias e sugestões para a execução do projecto de requalificação do Largo da Igreja de Meirinhas, em Pombal. Proporcionar-lhe melhores condições de acolhimento e mobilidade é um dos objectivos da Câmara Municipal de Pombal em articulação com a Junta de Freguesia local.

A área de intervenção, que compreende uma área de aproximadamente 5 800 metros quadrados, abrange aquela zona central de Meirinhas, que se configura como um ponto de reunião da população, acolhendo-a em dias de celebração e cerimónias de teor religioso. Actua ainda como uma bolsa de estacionamento complementar à zona do Mercado, localizado no Salão de Coletividades, e de apoio aos serviços/comércios instalados nos edifícios próximos à Igreja.

Actualmente é um espaço que se encontra desajustado às diversas valências que tem de desempenhar no plano urbano, sendo urgente a reconsolidação das suas partes e utilidades, como proceder-se à actualização dos equipamentos e infraestruturas existentes.

A oportunidade de requalificação da área correspondente ao Largo da Igreja de Meirinhas resulta da verificação de uma carência ao nível da utilização do espaço público colectivo na envolvente do edifício religioso. Necessidade esta avançada pelo presidente da Junta de Freguesia de Meirinhas em coparticipação com o pároco e a comissão da Fábrica da Paróquia, a qual teve a melhor atenção do presidente da Câmara Municipal de Pombal.

“Trata-se de uma solução de elevado interesse público, que se pretende integrada e prevê devolver o largo aos munícipes, dinamizando-o para uma compacidade quotidiana, além da utilidade em dias de celebração anual ou cerimónias religiosas; adaptando-o para o uso das várias faixas etárias da população de Meirinhas; ajustando-o às carências do espaço envolvente”, disse o Município de Pombal.

No seguimento, a possibilidade de reestruturação do espaço urbano colectivo permite operar sobre a melhoria dos arruamentos e as suas componentes ao nível de passeios e de estacionamento, prevendo-se o redesenho de elementos e perfis que ao momento não têm, e por isso, não se compaginam com os modelos mais adequados de mobilidade.

No seguimento, e talvez o maior objectivo que se pretende obter com a intervenção de requalificação do largo, é actuar sobre a própria mobilidade da zona de intervenção, moderando o acesso e a mobilidade nos diferentes arruamentos que o servem e o atravessam, mediante o controlo da velocidade e o tratamento do pavimento do largo, para que mais que dos automóveis, seja um espaço de aproximação da população, com características pedonais.

Diogo Alves Mateus, presidente da Câmara Municipal de Pombal, sublinha que aquele projecto surge na sequência do incremento que tem sido feito, nos últimos anos naquele território, sob o ponto de vista urbanístico que tem dignificado a freguesia de Meirinhas.

Na opinião do autarca, este projecto de requalificar o centro cívico da freguesia “é, por ventura, o mais importante”, vincando que se trata de um “espaço que diz tantos aos meirinhenses sob o ponto de vista religioso, comercial e de convívio social”.

No âmbito do processo de auscultação pública, o presidente da Câmara Municipal apela para que os cidadãos conhecedores, interessados, que vivem intensamente a sua terra, bem como todos aqueles que gostem de participar nas discussões públicas, ajudem a fazer um projecto de requalificação melhor, enviando as suas opiniões, percepções e sensibilidades.

Também Manuel Virgílio Lopes, presidente da Junta de Freguesia de Meirinhas, enaltece a importância daquele projecto de requalificação, que surge depois de outros arranjos urbanísticos realizados na freguesia, destacando, ainda, a requalificação do antigo edifício escolar para onde serão transferidos os serviços da Junta de Freguesia, proporcionando melhores condições de atendimento.