Coimbra  4 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pombal implementa medidas para garantir mais segurança na praia do Osso da Baleia

23 de Junho 2020 Jornal Campeão: Pombal implementa medidas para garantir mais segurança na praia do Osso da Baleia

Este será o 17.º que a praia do Osso da Baleia, em Pombal, vai hastear a Bandeira Azul e a Câmara Municipal quer garantir a segurança de todos os banhistas, pelo que irá reforçar algumas medidas.

A Bandeira Azul será hasteada na próxima quinta-feira (25), pelas 11h00, e já cinco dias depois da abertura oficial da época balnear naquela praia Dourada, única do concelho de Pombal. Também será içada a bandeira de Praia Acessível (atribuída pelo 16.º ano) e de Praia com Qualidade de Ouro (há 10 anos consecutivos).

“A par destes galardões que atestam a qualidade da praia, destaque para o facto de Pombal ter sido distinguido como ‘Município Mais Azul da Região Centro’, pelo segundo ano consecutivo, pelo desempenho de excelência nas actividades de educação ambiental, realizadas no âmbito do Programa Bandeira Azul”, sublinha a autarquia.

Assim, no âmbito da cerimónia do hastear das bandeiras, “serão divulgados os trabalhos de mensagens de sensibilização ambiental elaboradas por crianças, alunos e população sénior do concelho com o objectivo de sensibilizar a população para a necessidade de adoptar boas práticas ambientais, de modo a contribuir activamente para a preservação e melhoria do ambiente, com especial acuidade os ecossistemas marinhos”, uma actividade onde participam 22 entidades com 194 trabalhos, envolvendo 365 participantes.

Também para a primeira quinzena de Julho, de 06 a 11 de Julho celebrar-se-á a ‘Semana Verde Sobre Azul’, e a 12 de Julho realiza-se outra iniciativa: “Há mar e mar há que desfrutar e preservar”.

“À semelhança de anos anteriores, a vigilância da praia será assegurada diariamente pela equipa de nadadores-salvadores contratados pelo Município, tendo sido estabelecida, ainda, uma parceria com os Bombeiros Voluntários de Pombal para prestação de serviços de apoio sanitário e pré-hospitalar no Posto de Socorros existente, com uma equipa de dois socorristas em permanência auxiliados por uma ambulância de socorro”, nota, ainda, a Câmara Municipal.

Estes operacionais apoiam, igualmente, o banho assistido a pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada, sendo que o Município de Pombal e a Junta de Freguesia do Carriço estabeleceram, igualmente, um protocolo para ocupação de tempos livres de jovens no âmbito da limpeza da praia.

“Face ao actual contexto de pandemia de covid-19, foi necessário implementar um conjunto de medidas na praia do Osso da Baleia, que passa a ter uma ocupação máxima de 1920 veraneantes. O reforço do número de sanitários públicos; a inexistência de zona de esplanada no Apoio de Praia; a criação de circuitos de circulação e de acesso à praia e aos diversos espaços e equipamentos; a colocação de sinalética e afixação de regras a cumprir na usufruição da praia; a elaboração de um plano de contingência que inclui uma zona de isolamento; o reforço do plano de higienização e limpeza dos diversos espaços e equipamentos; e o reforço do número de colaboradores afectos ao Apoio de Praia, foram algumas dessas medidas”, realça a autarquia.

O Município salienta, ainda, que “foram definidos deveres gerais para a utilização da praia como o cumprimento dos circuitos de circulação, de acordo com a sinalética existente; a deposição de resíduos nos locais adequados; o uso de máscara nos acessos (uso obrigatório nos espaços fechados); uso obrigatório de calçado nos acessos à praia, no apoio de praia, nos sanitários; a manutenção do distanciamento físico de 1,5 metros e evitar paragens nos acessos, e de três metros entre chapéus-de-sol de grupos diferentes, entre outros”.

Por outro lado, no âmbito do projecto “Património Acessível – Cultural e Natural”, apoiado pelo Turismo de Portugal, foram instalados alguns equipamentos e infraestruturas na praia, com vista a torna-la mais acessível e inclusiva.

Destaque, também, para a instalação no areal “de passadeiras para potenciar a circulação de pessoas com mobilidade reduzida ou condicionada, bem como a disponibilização de canadianas, andarilhos e cadeiras anfíbias de acesso ao banho e a criação de uma zona reservada/ sombreamento; a instalação de placa identificativa e informativa da praia com descrições em braille; planta em relevo táctil dos acessos e dos serviços que permite ao público invisual e de visibilidade reduzida receberem a informação e usarem os serviços disponibilizados na praia; e a implementação do código de cores “ColorAdd” para daltónicos, que é utilizado em bandeiras de aviso ao banho e nos contentores para recolha selectiva de resíduos”.