Coimbra  22 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Politécnico de Coimbra chega à Figueira da Foz com a Escola do Mar

5 de Dezembro 2017

O projecto da Escola do Mar, que irá funcionar na Casa dos Pescadores, em Buarcos, Figueira da Foz, foi inicialmente pensado pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC), mas já foi assumido pelo Instituto Politécnico.

“Estamos aqui a lançar a ‘primeira pedra’, na presença do Politécnico de Coimbra, e este é um momento histórico para o ensino superior público na Figueira da Foz”, considerou Manuel Castelo Branco, presidente do ISCAC, para quem “este foi um trajecto longo, mas que valeu a pena, tendo, hoje, toda a cidade connosco”.

A Escola do Mar foi apresentada, ontem à noite, no restaurante Stella Maris, em Buarcos, na presença de diversas “forças vivas” do concelho e da região Centro, com Joaquim de Sousa a falar sobre o papel da Misericórdia – Obra da Figueira, detentora do imóvel que irá receber o novo projecto.

Numa primeira fase, a Escola do Mar abre vagas para pré e pós-graduações e mestrados, mas espera-se que possa alargar a sua intervenção no ensino especializado e formação técnica.

“Esta Escola do Mar vem no sentido da minha candidatura de quatro anos para a presidência do Politécnico de Coimbra, enquanto uma instituição coesa com vontades e objectivos claros de levar o ensino superior mais longe. O Politécnico tem de ser uma instituição que sirva os interesses das pessoas e do território e produzir saber e saber fazer”, considerou Jorge Conde, presidente do IPC.
Para o líder do Instituto Politécnico de Coimbra, “a região Centro tem de ser mais capaz, pró-activa, e há, ainda, que sair do registo conimbricense, muito fechado”.

A intenção é que “a instituição possa, num futuro próximo, apostar nos graus académicos fora de Coimbra, descentralizando a sua acção formativa”, acrescentou.

A Escola do Mar conta com diversos parceiros, entre eles o Stella Maris, o CEMAR, Ginásio Clube Figueirense, Misericórdia Obra da Figueira, Goltz de Carvalho, Casino Figueira e Associação Mais Surf.

Na sessão, Margarida Mano, deputada à Assembleia da República pelo círculo de Coimbra, enalteceu a aposta agora materializada. “Este é um sonho de há muitos anos e com intervenções que acabaram por não dar fruto, mas o que estamos aqui a assistir marca a coragem do Politécnico de Coimbra e de quem acredita ser possível levar no ensino superior público”, declarou.

Para o presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, “esta escola é uma excelente iniciativa e, finalmente, estamos numa formalização de recepção do Politécnico, num concelho que contribui com 50 por cento para o PIB da região e não tem ensino superior, o que não faz sentido”.

João Ataíde recordou, ainda, que “fizeram-se algumas experiências nesse sentido, mas que não correram bem e estavam desfasadas da realidade”. Precisamos de ensino especializado para explorar os activos (do mar)”, declarou.

Depois de albergar o Centro de Saúde e mais tarde o Forpescas, a Casa dos Pescadores, em Buarcos, entrou num processo de degradação estrutural, tendo, em 2014, a Misericórdia adquirido o espaço, realizando desde então diversas obras de requalificação.

O provedor Joaquim de Sousa considera que “não vai ser fácil, simples, ou rápido consolidar a Escola do Mar”, invocando a redução de apoios em projectos passíveis de serem apoiados pelos Quadros Comunitários de Apoio, os quais “estão, hoje, mais direccionados às autarquias, com a sociedade civil a ser completamente marginalizada, em particular as IPSS”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com