Coimbra  24 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poiares vai ter novo projecto de inovação social

8 de Junho 2021 Jornal Campeão: Poiares vai ter novo projecto de inovação social

Os beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) de Vila Nova de Poiares pretendem criar um espaço de promoção e venda de produtos biológicos, priorizando pequenas cadeias alimentares.

O projecto foi apresentado, durante a reunião de Câmara, pelos próprios beneficiários, que deram conta do trabalho de aquisição de competências sociais e familiares que têm vindo a receber no âmbito do projecto “Voltámos à Casa da Luísa… agora com o Luís”, cuja entidade gestora é a APPACDM.

Na primeira edição do projecto estão envolvidos cerca de 20 beneficiários de RSI. Para além de trabalhar as “soft skills” dos beneficiários e família, potenciando as competências pessoais, sociais, familiares e profissionais dos beneficiários, o objectivo da iniciativa passa também pela “participação e um maior envolvimento dos homens nas sessões realizadas e que, estrategicamente, abordam, através da educação não formal, assuntos como a violência doméstica, o alcoolismo, a saúde do homem e da mulher (saúde oral, higiene do corpo, doenças masculinas e femininas), a organização habitacional e a gestão doméstica, a igualdade de oportunidades e de género, os perigos habitacionais e das redes sociais, entre outras”, disse o Município de Vila Nova de Poiares.

Uma das inovações deste programa reside no objectivo da integração dos beneficiários em mercado de trabalho e, sobretudo, a autonomia e valorização pessoal, social e profissional.

O projecto com 11 módulos mais teóricos teve inicio em Janeiro de 2020 e termina com um subprojecto, mais prático e interligado com os subprojectos das outras duas edições, o qual foi denominado a “Horta do Coração”.

Assim, e na sessão “Dar Voz à Luísa e ao Luís”, o grupo foi recebido pelo Executivo Municipal para apresentar e defender o seu trabalho, desenvolvido pelo grupo nas várias sessões realizadas. Foi apresentada a maquete do subprojecto onde os envolvidos se propõem a desenvolver a produção de produtos hortícolas biológicos, tendo já em vista, nas próximas edições de prosseguimento do projecto, a criação da “Loja do Coração”, procurando-se que “esta ideia de negócio, impactante a nível social, seja verdadeiramente auto-sustentável”.

Segundo a Câmara Municipal, “o projecto mereceu a aprovação e felicitação de todos os vereadores do Executivo, que se renderam à dinâmica e força de vontade dos intervenientes”.

Para o presidente do Município, João Miguel Henriques, “é extraordinária a capacidade de trabalho e de dinâmica que as pessoas conseguem desenvolver quando sentem que acreditam nelas”, explicou, “referindo que é este tipo de projectos que o Município gosta de apoiar, promovendo a inclusão social e apostando na maior riqueza de um concelho, a matéria humana e a capacidade de desenvolver competências sociais geradoras de felicidade e bem-estar”.

De referir que o projecto intitulado “Voltámos à Casa da Luísa… agora com o Luís” foi alvo de candidatura a nível nacional, no âmbito do Portugal Inovação Social, e aprovada para três anos.