Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poiares: Serra do Bidoeiro foi alvo de acção de fogo controlado

21 de Abril 2021 Jornal Campeão: Poiares: Serra do Bidoeiro foi alvo de acção de fogo controlado

A Serra do Bidoeiro, em Vila Nova de Poiares, foi alvo de uma acção de fogo controlado, realizada pela Escola Nacional de Bombeiros.

A acção contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares e a equipa de Sapadores Florestais do Município.

De acordo com o Município de Vila Nova de Poiares, “o principal objectivo desta acção prendeu-se com gestão de combustíveis, em particular os matos que existem naquela área, tendo também permitido realizar formação aos intervenientes em contexto de fogo, nomeadamente em acções de combate e rescaldo no âmbito da defesa da floresta contra incêndios”.

De referir que a Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra (CIM-RC) irá instalar este ano uma torre de videovigilância naquela área, no âmbito de uma candidatura que prevê ainda a instalação de mais 22 torres por toda a região.

Paralelamente, e no âmbito do plano intermunicipal da CIM-RC, estão ainda previstas a realização de mais acções de fogo controlado, em cerca de 80 hectares na Serra do Bidoeiro, que permitirão fazer o controlo de combustíveis e a gestão de pastagens.

 

Cabras ‘sapadoras’ vão proteger floresta de alto risco de incêndio

Recorde-se que, no âmbito destas acções de prevenção contra incêndios, a Junta de Freguesia de São Miguel de Poiares viu aprovada, no final do ano passado, uma candidatura ao Fundo Florestal Permanente do ICNF (Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas), no valor de cerca de 25 000 euros, para a criação de um rebanho de 35 cabras ‘sapadoras’.

A realização de gestão de combustível com recurso à pastorícia permite a criação de áreas de descontinuidade do coberto vegetal, reduzido a quantidade de combustível acumulado, contribuindo para a protecção e promoção da área florestal de Vila Nova de Poiares, reduzindo a sua vulnerabilidade ao flagelo dos incêndios, bem como para uma melhor eficácia e eficiência no ataque e gestão dos fogos florestais através da pastorícia.

“Este projecto que, desde a primeira hora tem o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, está em fase de implementação, sendo que, nesta altura, o Município está a concluir a construção do capril que ficará instalado junto à antiga Casa do Guarda”, referiu a autarquia.

Trata-se de um projecto a executar ao longo de cinco anos e que pretende contribuir para a prevenção dos fogos florestais no concelho, em áreas classificadas como de risco alto e muito alto de incêndio, numa área de 51,47 hectares correspondentes a baldios de São Miguel e de Lavegadas, nas Serras do Bidoeiro e de São Pedro Dias.