Coimbra  25 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poiares: “Música portuguesa a gostar dela própria” vence prémio Maria Nogueira Pinto

4 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Poiares: “Música portuguesa a gostar dela própria” vence prémio Maria Nogueira Pinto

O prémio Maria José Nogueira Pinto em responsabilidade social foi atribuído ao projecto “A música portuguesa, à janela, a gostar dela própria”, promovido pela Associação A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria (MPGDP), para a Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares.

Esta distinção patrocinada pela MSD (Merck, Sharp & Dohme) e cujo júri é presidido pela Dra. Maria de Belém Roseira, teve em consideração diversos aspectos como a importância social do projecto, a sua criatividade, o número de pessoas beneficiadas e o impacto na comunidade sob o ponto de vista social, entre outros critérios.

Como recorda João Miguel Henriques, presidente da Câmara Municipal, “o Município decidiu contratar o projecto para, recolha e valorização do património imaterial local e, simultaneamente, em contexto de pandemia e confinamento, combater o isolamento e a solidão principalmente junto da comunidade mais idosa do concelho”.

Este exercício de recuperação de memórias contribuiu não só para a estimulação cognitiva, para que as pessoas se sentissem acompanhados e valorizados, como também para o reforço da coesão social. Além de que se afirmou como uma oportunidade de registo de todo o património de tradição oral e da memória colectiva poiarense.

Ao todo foram mais de 70 as recolhas desde canções, romances, contos, práticas sagradas e profanas, música, dança, artesanato e também gastronomia, conteúdos que foram gravados às janelas ou nos quintais das suas casas.

Para o júri responsável pelo prémio, este projecto distinguiu-se dos demais a concurso por ser “a iniciativa que melhor corresponde ao conceito de “socialmente responsável na comunidade onde nos inserimos”, defendido por Maria José Nogueira Pinto, num ano em que, mais do que nunca, somos chamados a pensar no colectivo”, refere a entidade promotora.

Refira-se que este trabalho não está ainda concluído, estando previstas mais recolhas deste património material e imaterial junto da comunidade de Vila Nova de Poiares. Paralelamente, está também a ser desenvolvido um mapa ilustrado que irá espelhar todas as gravações que foram realizadas durante este período.

Com o prémio agora obtido, a Música Portuguesa a Gostar Dela Própria vai replicar o trabalho que desenvolveu conjuntamente com o Município de Vila Nova de Poiares noutras regiões de Portugal, tentando chegar a mais pessoas, a mais idosos que se encontram isolados e a mais lugares onde se sabe haver ainda património humano, de tradição oral, que nunca foi registado e que corre o risco de desaparecer para sempre.