Coimbra  15 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Poiares: Ex-bancária condenada a seis anos e meio de prisão

26 de Junho 2018

Uma ex-bancária que desviou 655 000 euros do Millennium/BCP, em Vila Nova de Poiares, foi condenada, hoje, pelo Tribunal de Coimbra, a seis anos e meio de prisão.

A arguida foi punida por um crime de abuso de confiança qualificado, branqueamento de capitais, falsidade informática e falsificação de documento.

“Tudo é muito grave”, considerou a presidente de um colectivo de juízes, citada pela Agência Lusa, acrescentando que a favor de A. Isabel O., 44 anos de idade, avultaram a confissão e o facto de estar integrada profissional e socialmente.

O ex-marido da arguida, por ela ilibado, foi absolvido, porquanto, na audiência de julgamento, não foi feita prova de que tivesse conhecimento da actuação da outrora bancária.

A arguida trabalhou no BCP de 1997 a 2010 (data em que rescindiu unilateralmente o contrato de trabalho).

Com cerca de 30 anos de idade, a então bancária passou a desempenhar a função de gestora de conta, em Vila Nova de Poiares, e, com perto de 35, acumulou esse cargo com o de coordenadora comercial adjunta.

Algumas das vítimas eram emigrantes no Brasil, França ou Estados Unidos da América, tendo sido identificada várias pessoas afectadas pelo esquema.

Através da acusação, deduzida pelo Ministério Público, é possível constatar que a arguida procedia a levantamentos de 400 euros num dia, por diversas vezes, e fazia compras no montante de centenas de euros em lojas de roupa, ourivesarias ou perfumarias.

Ao prestar declarações, frequentemente a chorar e a soluçar, A. Isabel O. indicou que os desvios serviram para alimentar a compra compulsiva de bens materiais.

 

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com