Coimbra  25 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PO SEUR atribui 71 milhões de euros para projectos na região Centro

22 de Fevereiro 2018 Jornal Campeão: PO SEUR atribui 71 milhões de euros para projectos na região Centro

Os projectos aprovados pelo PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) na região de Coimbra totalizaram, até final de Janeiro, um apoio de 71 milhões de euros de Fundo de Coesão.

Os projectos aprovados “cobrem três eixos de investimento e abrangem praticamente todas as áreas de intervenção do Programa, incluindo a melhoria da eficiência energética nas infraestruturas públicas e nos transportes públicos (com um total de 5,2 milhões de euros) bem como investimentos para adaptação às alterações climáticas e combate à erosão costeira (3,9 milhões)”, segundo revelou o Programa Operacional.

Para a redução dos incêndios florestais foram destinados cinco milhões de euros e um montante de 21,7 milhões para a prevenção e gestão de riscos de cheias e inundações.

No domínio dos instrumentos de planeamento/monitorização/comunicação e diversas acções ao nível dos resíduos, o investimento total aprovado foi de cinco milhões de euros.

O maior montante foi atribuído a investimentos que visam reforçar o abastecimento de água e o saneamento de águas residuais (25,3 milhões).

Com 4,5 milhões de euros de Fundo do Coesão ficou a vertente ligada à protecção da biodiversidade e dos ecossistemas e a regeneração de instalações industriais abandonadas.

A distribuição feita pelos diversos concelhos da região Centro é a seguinte:

  • Coimbra – 19,9 milhões de euros;
  • Soure – 9,6 milhões de euros;
  • Tábua – 7, 2 milhões de fundo;
  • Arganil – 2,6 milhões de euros;
  • Cantanhede – 1,5 milhões;
  • Condeixa-a-Nova – 2,3 milhões;
  • Figueira da Foz – 2,9 milhões;
  • Góis – 598 000 euros;
  • Lousã – 1,8 milhões;
  • Mealhada – 4,6 milhões;
  • Mira – Três milhões;
  • Mortágua – 786 000 euros;
  • Miranda do Corvo – 647 000 euros;
  • Montemor-o-Velho – 4,6 milhões;
  • Pampilhosa da Serra – 521 000 euros;
  • Penacova – 1,7 milhões;
  • Penela – 1,8 milhões;
  • Vila Nova de Poiares – 383 000 euros.