Coimbra  28 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Penela Presépio com 40 000 visitas mas foi prejudicado pelo mau tempo

13 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Penela Presépio com 40 000 visitas mas foi prejudicado pelo mau tempo

As visitas ao Penela Presépio ficaram aquém das expectativas da organização, apontando “culpas” ao mau tempo registado em Dezembro de 2019 e que só levou cerca de 40 000 pessoas ao evento.

“O balanço está condicionado por aquilo que foram as condições climáticas e o facto de termos interrompido as visitas durante seis dias”, salientou Luís Matias, frisando que a interrupção se verificou na altura do Natal, o período de maior afluência.

Mesmo assim, referiu o autarca, terão passado pelo Penela Presépio, instalado no Castelo daquela vila, cerca de 40 000 visitantes, entre o dia 01 de Dezembro de 2019 e domingo passado (12).

“Apesar de tudo, o balanço do evento é extremamente positivo. O número de visitantes, não tendo sido o melhor ano, teve ainda assim uma afluência significativa”, sublinhou.

Segundo Luís Matias, “se se contasse com a média das pessoas que visitaram o Penela Presépio nesses dias do ano passado, se calhar até teria havia mais visitantes, mas a verdade é que não se pode desconsiderar esse número”.

O prolongamento do evento de 05 para 12 de Janeiro acabou “por não compensar” os dias de encerramento.

O mau tempo originado pela depressão Elsa causou “avultados danos” no Penela Presépio, sobretudo “ao nível da estrutura da tenda” e das “figuras e dos circuitos que suportam a animação”, avaliados em “milhares de euros”, de acordo com o presidente do Município.

Mais de 370 figuras animadas com o recurso a tecnologia e a impressões 3D (três dimensões) deram vida ao “Penela Presépio”, patente no castelo da vila.

Considerado um dos maiores eventos de Natal na região, o presépio proporcionou “muitos momentos de animação, cor, música, espectáculos, alegria, sabores e descobertas pelo património histórico, natural e imaterial do concelho de Penela”.

“Penela é verdadeiramente um presépio” e no cimo da encosta, “decorada com o casario branco e encimada pelo castelo medieval do século XI”, sustenta a autarquia de Penela.