Coimbra  24 de Fevereiro de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Penacova exige mais pessoal na extensão de saúde de Figueira de Lorvão

14 de Dezembro 2023 Jornal Campeão: Penacova exige mais pessoal na extensão de saúde de Figueira de Lorvão

A Câmara de Penacova exigiu hoje ao Ministério da Saúde mais recursos humanos na extensão de saúde de Figueira de Lorvão, que está aberta apenas um dia por semana com um médico, mas sem enfermeiro, nem funcionário administrativo.

“A extensão de saúde de Figueira de Lorvão está aberta, actualmente, apenas um dia por semana, com um médico”, encontrando-se sem enfermeiro e sem funcionário administrativo, por “motivo de doença”, afirmou hoje o município.

Face à actual situação, a Câmara de Penacova escreveu ao Ministério da Saúde para exigir a substituição urgente dos recursos humanos temporariamente ausentes, permitindo, desta forma, o normal funcionamento da extensão de saúde.

Na carta dirigida ao ministro da Saúde, Manuel Pizarro, o executivo presidido por Álvaro Coimbra (PSD) salientou que a situação actual é insustentável para aquele aglomerado populacional, que conta com uma população maioritariamente idosa e com um lar e centro de dia, nas proximidades, que carece daquela resposta.

O município reconheceu o esforço que tem sido feito pela unidade de saúde familiar de Penacova para manter aquela extensão de saúde funcional, repudiando qualquer tentativa de encerrar aquele espaço.

“Somos frontalmente contra o encerramento. A população da freguesia de Figueira de Lorvão necessita deste serviço de proximidade. Não faz sentido falar em encerramento quando acaba de sair um aviso do PRR [Plano de Recuperação e Resiliência] para a requalificação das três extensões de saúde do concelho”, afirmou Álvaro Coimbra.

A Câmara de Penacova recordou ao ministro da Saúde que irá assumir as competências na área da saúde a partir de Janeiro de 2024, exigindo “o mesmo esforço e empenho à tutela”.