Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Penacova executa faixas de gestão de combustível na rede viária municipal

30 de Julho 2021 Jornal Campeão: Penacova executa faixas de gestão de combustível na rede viária municipal

O Serviço Municipal de Protecção Civil, através do Gabinete Técnico Florestal do Município de Penacova, tem vindo a proceder à execução das faixas de gestão de combustível associadas à rede viária municipal.

De acordo com a autarquia, as operações realizadas prendem-se com a limpeza da vegetação e o corte de algumas árvores, numa faixa de 10 metros para cada lado da via. Estes executados dão cumprimento à legislação em vigor, nomeadamente ao estabelecido no n.º1 do artigo 15.º do Decreto – lei n.º 124/2006 de 28 de Junho na sua actual redacção, o qual estabelece as medidas e acções a desenvolver no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios, e ao PDMFCI – Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, aprovado para 2020/2029.

Este ano, o Município procedeu à execução de 33 km de faixas de gestão de combustível e à manutenção de 24 km.

De referir que estas faixas têm vindo a ser instaladas em todo o concelho e que, durante o primeiro semestre de 2021, foi dada prioridade à instalação das mesmas nos principais acessos ao IP3, de modo a mitigar os riscos em cenário de catástrofe.

“Ano após ano, o nosso país é afectado pelo problema dos incêndios florestais, temos cada vez consciência que o abandono das áreas cultivadas e a destruturação do território rural tornam o território mais susceptível à ocorrência de incêndios, daí a imperiosa necessidade deste trabalho contínuo de cumprir com a lei e com o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, permitindo-nos ter uma actuação mais consistente e aumentar a resiliência quer das populações, quer dos territórios”, disse o coordenador do Serviço Municipal de Protecção Civil, Vasco Morais. “Estas intervenções são planeadas de modo a mitigar riscos em situações de catástrofe como os incêndios rurais ou cenários de tempestade, facilitando, nomeadamente, eventuais evacuações”, reforçou o responsável.

Já o presidente do Município de Penacova, Humberto Oliveira, refere que num concelho com uma vasta rede viária inserida em contexto florestal e tendo este trabalho se iniciado apenas em 2017, há que compreender em quatro anos não se fez mais porque não foi possível.

No entanto, o autarca ressalva que “o Serviços Municipal de Protecção Civil e o Gabinete Técnico Florestal da Autarquia encontram-se muito empenhados em conseguir aumentar a capacidade de resiliência do concelho” e que “estas intervenções são, efectivamente, uma responsabilidade que o Município não refuta, mas que têm de ser executadas de forma faseada quer pela disponibilidade dos meios existentes, mas também pelo facto de que estas faixas exigem uma posterior manutenção que é realizada com os recursos da própria autarquia”.