Coimbra  4 de Dezembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Páscoa em isolamento mantém tradições

10 de Abril 2020 Jornal Campeão: Páscoa em isolamento mantém tradições

Nunca como este ano a época Pascal será vivida por cristãos ou fiéis de outros credos de uma forma tão diferente.

A pandemia da covid-19 fechou, literalmente, todo o mundo em casa e as medidas de restrição em países de todos os continentes, do Este ao Oeste, no hemisfério Norte ao Sul, serão ainda mais apertadas nos próximos dias.

Contudo, seja apenas com o núcleo familiar ou até sozinho, a Páscoa será sempre motivo de celebração para os cristãos, pelo que as tradições mantém-se intactas, mesmo sem sair de casa para estar com a família alargada ou, ainda que com adaptações, fazer o que é habitual.

Renovado que foi o estado de emergência, as restrições serão maiores até às 24h00 de segunda-feira (13), período em que os cidadãos estão proibidos de abandonar o concelho de residência, excepto quem tiver de o fazer por motivos profissionais, devendo-se fazer acompanhar por um documento da entidade empregadora que ateste tal necessidade (e que deve incluir identificação do cidadão e n.º do cartão de cidadão; local de residência com morada completa; local do exercício profissional [morada completa]; identificação da entidade patronal; assinatura da entidade patronal e, caso seja necessário circular por mais do que um concelho para exercício da actividade profissional, indicar os concelhos.

Quanto às recomendações de saúde, a prevenção do contágio e a permanência em casa são as medidas primordiais a adoptar por todos os cidadãos

“Não sabemos o dia de amanhã”, declarou Diogo Cruz, subdirector-geral da Saúde, pedindo a “todos que não abrandem os esforços feitos até agora” e notando que isso é uma dificuldade, “sobretudo nesta fase” em que as famílias tradicionalmente se juntam.

Fé e tradições de mãos dadas com as novas tecnologias

A Internet e as redes sociais permitem-nos, hoje, a proximidade aos outros que não podemos ter fisicamente. Neste que se quer um tempo de reflexão e de pausa, ainda que obrigatória, a celebração da Ressurreição de Cristo no domingo de Páscoa poderá, ainda, ser assinalada com as transmissões em directo das Eucaristias, realizadas um pouco por todo o país.

No caso da Diocese de Coimbra, dirigida pelo bispo D. Virgílio Antunes, as missas terão lugar na Sé Nova de Coimbra, e serão transmitidas via Facebook e Youtube: Neste sábado (11), às 21h30, decorrerá a Vigília Pascal; e, por fim, no Domingo de Páscoa, às 11h00, realiza-se a Eucaristia da Ressurreição do Senhor.

Da religião passamos às tradições gastronómicas, entre as quais se destacam o folar da Páscoa, os tradicionais ovos de chocolate (já expostos em todos os supermercados) e, claro, o cabrito ou o leitão. Tudo é possível ter na mesa de Páscoa, seja nas saídas apenas para compras ou em pedidos de entrega via “take-away”.

O cabrito, já pronto a consumir, está disponível em vários restaurantes, bem como o leitão à Bairrada (cujos restaurantes especializados na iguaria já registam quebras acentuadas nas encomendas face a anos anteriores).

Para padrinhos, madrinhas e afilhados, oficiais ou de coração, e famílias que, por esta altura, se encontravam em volta de mesas fartas, as redes sociais e as vídeo-chamadas serão a melhor forma de o longe se fazer perto.