Coimbra  23 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pampilhosa da Serra: Projecto piloto visa uso múltiplo das florestas

3 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Pampilhosa da Serra: Projecto piloto visa uso múltiplo das florestas

A zona do Vale do Zêzere, na freguesia de Portela do Fojo – Machio, em Pampilhosa da Serra, recebeu hoje a visita de João Paulo Catarino, secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território.

Em causa está um projecto piloto de uso múltiplo das florestas, previsto para aquela zona, que prevê a compartimentação da “mancha contínua de pinheiro e eucalipto, com outras ocupações de solo, preferencialmente agrícola”, sendo a vinha uma possibilidade, tal como o olival ou o medronheiro, esclareceu João Paulo Catarino.

José Brito, presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, salientou que se trata de aproveitar “as possibilidades e os meios que agora existem”, através das “potencialidades enormes” do território, e ao mesmo tempo “protegê-lo”, acautelando também “todo o investimento que é feito na área florestal.

“A questão da vinha”, segundo José Brito, “tem a ver com um estudo que foi feito pela Universidade de Coimbra relativamente ao Vale do Zêzere”, que “devido às condições climáticas” foi considerado excelente para a produção deste tipo de plantação. O autarca reforçou ainda a sua função de “aceiro natural” e a previsível “sustentabilidade”, acrescentando que os “grandes proprietários” de terrenos do Vale do Zêzere, a Altri e a Navigator, estão “interessados em participar nestes projectos e a abdicar de determinadas áreas de eucalipto para as vocacionar para este tipo investimentos”.

O secretário de Estado das Florestas destacou que para esta compartimentação progressiva, que conta com o envolvimento dos ministérios da Agricultura e da Floresta, serão disponibilizados “novos programas e novos fundos de financiamento”, “para além daqueles que já existem”.

Para João Paulo Catarino, “a grande vantagem” é ter a “indústria associada ao território”, de modo a que a matéria prima seja produzida e transformada no local, estimulando o “emprego” e futuras “mais valias”.

A “proactividade enorme” que a Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra tem tido no processo de reintrodução de novas espécies e novas formas de ocupação do solo, foi também salientada pelo secretário de Estado, adiantando ainda que “foi das primeiras do país e da região do Pinhal Interior a identificar esta necessidade de voltar a reintroduzir a agricultura”.

José Brito notou por fim “a conjugação de vontades em realizar este projecto”, que João Paulo Catarino considera ser um “excelente exemplo” daquilo que o governo gostaria de “ver replicado” noutros locais.

A visita contou ainda com a presença de entidades envolvidas neste projecto piloto, nomeadamente o director regional da Agricultura, Fernando Alves Martins, a directora do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, Fátima Reis, e também do secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, Jorge Brito.