Coimbra  17 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pampilhosa da Serra festeja Natal com Festival da Filhó Espichada

12 de Dezembro 2018

Pampilhosa da Serra, um dos concelhos da região de Coimbra flagelados pelos incêndios de 2017, vai festejar o Natal com um programa que inclui o Festival da Filhó Espichada, que começa na sexta-feira.

A Câmara Municipal anunciou, hoje, que o evento Pampilhosa da Serra Inspira Natal – Festival da Filhó Espichada abre na sexta-feira, às 15h00, e prolonga-se até domingo, voltando a funcionar no fim-de-semana seguinte, de 21 a 23 de Dezembro.

A autarquia liderada pelo social-democrata José Brito convida os visitantes a “saborear e reviver o tradicional Natal serrano”, uma aposta na gastronomia tradicional, produtos endógenos e artesanato, com a participação de vários expositores e tabernas.

Ao nível dos espectáculos musicais, a organização “preocupou-se em criar um programa que abrange vários gostos, privilegiando, ainda assim, a música popular e tradicional”.

À semelhança de edições anteriores, o Pampilhosa Inspira Natal disponibiliza a “Eira da Brincadeira”, que funciona permanentemente, “destinada a ocupar as crianças com diversas actividades lúdicas e tradicionais”, refere a Câmara.

A iniciativa inclui, ainda, “alguns espectáculos destinados aos mais pequenos”, como uma peça de teatro musical e sessões de cinema infantil.

No sábado, às 14h45, o livro ‘Mamã, tenho medo do fogo!’, da autoria de Verónica Marques, é apresentado no Auditório Municipal da Pampilhosa da Serra.

Concebida na sequência dos fogos de 15 de Outubro de 2017, a obra “conta a história de uma menina de seis anos, chamada Camila, que reside em Pampilhosa da Serra e que viveu os incêndios” do ano passado “na companhia da avó, porque os pais se encontravam a apoiar a população”.

Com ilustrações de Marco Silva, o livro relata “a forma como a menina enfrentou a noite do incêndio, do apoio que a avó lhe deu, tentando distraí-la do que se passava no exterior, e da forma como encarou a aldeia depois do incêndio”.

“Fala também de valores como a amizade, a família a solidariedade ou a generosidade e lembra alguns cuidados a ter com o fogo”, adianta a nota, realçando que “a história termina de forma positiva numa alusão aos heróis de verdade, onde Camila apresenta os seus heróis e convida os pequenos leitores a desenhar, também, os seus”.

Na apresentação, intervém Dulce Simões, professora auxiliar do Instituto Superior Miguel Torga, de Coimbra.

No ano passado, as receitas do festival natalício da Filhó Espichada reverteram a favor das vítimas dos incêndios no concelho de Pampilhosa da Serra.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com