Coimbra  25 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pampilhosa da Serra: Fajão-Vidual acolheu reunião de câmara descentralizada

24 de Março 2022 Jornal Campeão: Pampilhosa da Serra: Fajão-Vidual acolheu reunião de câmara descentralizada

Ontem (23), a freguesia de Fajão-Vidual recebeu a terceira reunião de câmara descentralizada. A intenção destas sessões, recorde-se, para além de fomentar um espírito de maior participação pública e de cidadania, passa por “aproveitar o dia em particular, dedicando-o inteiramente à Junta de Freguesia” e com isso ir de uma forma “mais regular junto das pessoas e dos munícipes” e “ouvir as pretensões que cada um tem”, considerou Jorge Custódio, presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra.

Assim, antes da reunião de câmara, que decorreu no edifício Fajão-Cultura, o presidente da Câmara Municipal, acompanhado pelo presidente da Junta de Freguesia, Carlos Simões, fez um périplo por diversos pontos da Freguesia, com paragens em aldeias como a Covanca, Gralhas, Ceiroco, Vidual de Cima ou Fajão. As condições meteorológicas impediram a visita a outros locais, tal como estava planeado, sendo que Jorge Custódio notou que o objectivo, assim que possível, é “visitar as restantes aldeias e dar conta dos restantes problemas”.

Já na reunião de câmara e no período antes da ordem do dia, Jorge Custódio, informou com “grande alegria” que “finalmente” a empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP) já lançou o procedimento de concurso da empreitada de requalificação do troço entre o KM67+800 (Pampilhosa da Serra) e o KM75+520 (cruzamento com a EN351 – Maria Gomes) da Estrada Nacional 344.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal, trata-se de uma “pretensão que tem anos”, sendo que a empreitada tem um preço base de oito milhões de euros e, tal como indica o anúncio 3442/2022 publicado em Diário da República, visa a “requalificação para promover a alteração das características geométricas da estrada, de modo a melhorar as condições de circulação e os índices de segurança rodoviária”.

“Esta é apenas a primeira fase, sendo que a reivindicação da Câmara, há muitos anos, é fazer a requalificação daquele acesso até ao cruzamento de Alvares”, explicou Jorge Custódio, acrescentando que o Governo, “por questões financeiras, nunca permitiu que fizéssemos tudo de uma vez só”. Ainda assim, após comunicação da Infraestruturas de Portugal, o autarca revelou que no Feriado Municipal (10 de abril), ao que tudo indica, haverá “condições” para a assinatura do protocolo para a elaboração do projeto da requalificação da segunda fase – entre o km 75,520 da EN344 (cruzamento com a EN351 Nota de imprensa – Maria Gomes) e o km 86,120 da ER344 (limite do concelho – ponte sobre albufeira do Cabril), numa extensão de 10,6 quilómetros, “mas de mais fácil execução”.

No período da ordem do dia, o destaque recai sobre a aprovação, por unanimidade, da alteração da designação toponímia do Largo do Lavadouro e do Polidesportivo da Lomba do Seladinho, ambos na localidade de Vidual de Cima. Após solicitação por parte da Liga de Melhoramentos local, os espaços passarão a ter a designação de Largo Comendador Aurélio Pereira e Polidesportivo Carlos Pereira, respetivamente. Segundo expressou a direção da Liga de Melhoramentos de Vidual de Cima, trata-se de uma distinção a “ilustres Vidualenses”, “em virtude do contributo por eles dado à Colectividade ao longo dos anos, dando especial relevo aos seus reconhecidos méritos pessoais e profissionais, que lhes granjearam merecida notoriedade pública, de que o Vidual também beneficia, dada a sua ligação à Aldeia”.