Coimbra  3 de Dezembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pampilhosa da Serra continua combate à vespa asiática

27 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Pampilhosa da Serra continua combate à vespa asiática

A Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra continua empenhada na estratégia de prevenção e combate à praga da vespa asiática. Ao longo do ano, os serviços florestais da autarquia têm levado a cabo um trabalho estruturado de sinalização e neutralização dos ninhos, de modo a conter o mais possível a disseminação desta espécie invasora no território.

No ano passado os sapadores florestais da autarquia eliminaram 196 ninhos da espécie usualmente conhecida como vespa asiática, que ameaça a sustentabilidade da apicultura e pode inclusivamente colocar em risco a saúde pública.

Este número baixou consideravelmente este ano, dada a estratégia de prevenção implementada pela Câmara Municipal no período entre Março e Maio. Por essa altura, foram distribuídas 400 armadilhas por todas as aldeias do concelho, o que fez com que até ao momento, numa primeira fase de intervenção, apenas tivesse sido necessário inactivar 26 ninhos. Porém, este número deverá subir nas próximas semanas, dado que o habitual período de neutralização de ninhos ainda não terminou.

“Neste momento, todas as iniciativas relacionadas com a contenção da vespa asiática em Pampilhosa da Serra são da responsabilidade do Município, pelo que tudo tem sido feito no sentido de garantir uma intervenção rápida e eficaz” revelou a autarquia.

A Câmara Municipal faz ainda parte de uma comissão de acompanhamento constituída pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, com o objectivo de que em breve este combate possa ser executado de forma conjunta, entre os 19 municípios que a integram.

Para além da preocupação com a contenção desta espécie, os sapadores florestais têm levado a cabo importantes trabalhos de manutenção da rede de percursos pedestres e também de gestão dos pontos de água públicos de forma a garantir a sua melhor funcionalidade, sempre que possível. Devido ao escasso número de operacionais e apesar de todos os esforços, nem sempre é exequível o trabalho ao nível dessa manutenção.