Coimbra  16 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pampilhosa da Serra aprova segunda Equipa de Intervenção Permanente para Bombeiros

27 de Abril 2021 Jornal Campeão: Pampilhosa da Serra aprova segunda Equipa de Intervenção Permanente para Bombeiros

O Executivo Municipal de Pampilhosa da Serra aprovou, ontem (26), a implementação de uma segunda Equipa de Intervenção Permanente (EIP) para os Bombeiros Voluntários.

O protocolo será agora celebrado entre a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), o Município de Pampilhosa da Serra e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários.

As EIP, criadas em 2007, “visam a melhoria e eficiência da protecção civil e das condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes, designadamente mediante a valorização das associações e dos corpos de bombeiros voluntários, enquanto verdadeiros pilares do sistema de protecção e socorro, reforçando e valorizando a profissionalização dos operacionais”, disse a Câmara Municipal.

Neste sentido, e tendo em consideração a dimensão do território pampilhosense, a ANEPC considerou válidas as reivindicações do Município e da Associação Humanitária no sentido da obtenção de uma segunda EIP, “que irá operar na secção de Unhais-o-Velho, reforçando a protecção e socorro à população do alto concelho”, informou a autarquia.

De referir que os contratos individuais de trabalho dos elementos desta equipa serão celebrados com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra, sendo o vencimento dos mesmos garantido, em partes iguais, pela ANEPC e pela Câmara Municipal.

Ainda durante a reunião do Executivo, foi anunciada a intenção da adquirir autotestes rápidos à covid-19, para facilitar o acesso destes instrumentos de rastreio à população. Estes autotestes não são sujeitos a receita médica e permitem a sua realização por parte de qualquer pessoa, obtendo-se o resultado em cerca de 15 minutos.

“Com esta medida pretende-se dotar a população de métodos de rastreio imediatos, permitindo um isolamento profiláctico mais célere e mitigando os efeitos da transmissão por SARS-CoV-2”, disse o Município, salientando a importância de “consciencialização por parte da população para utilizar esta ferramenta apenas em caso de forte suspeita ou de contacto próximo com pessoa infectada”.