Coimbra  31 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Pagamentos a crédito disparam desde o início do Estado de Emergência

2 de Abril 2020 Jornal Campeão: Pagamentos a crédito disparam desde o início do Estado de Emergência

Os pagamentos com recurso a cartão de crédito dispararam desde o início do estado de emergência. A informação é avançada pela “fintech euPago”, que garante que os pagamentos a crédito registaram uma subida de três por cento a cada dois dias.

De acordo com a empresa, esta mudança pode estar relacionada com a necessidade que os portugueses sentem de “manter a liquidez para gastos com bens mais essenciais”.

Os dados divulgados pela gestora financeira revelam que “os pagamentos com cartão de crédito subiram 15,8 por cento em 15 dias”.

A análise realizada a clientes de comércio electrónico a actuar no mercado português indica ainda que, até ao final da 2.ª fase do estado de emergência, esta tendência “deve ultrapassar os 32 por cento”, em detrimento dos meios de pagamento mais habituais até ao momento, entre eles, Mbway e Paypal.

Relativamente a custos com compras, a “fintech” sublinha que, na primeira quinzena do estado de emergência, “o valor médio subiu 61 por cento”.

Segundo José Veiga, co-CEO da empresa, “as pessoas estão a comprar muito, mas querem ‘segurar’ o dinheiro, e claramente, o cartão de crédito deixou de ser um recurso residual nos sistemas de pagamento usado pelos portugueses para assumir uma curva de crescimento bastante acentuada”.

A “euPago” é uma fintech portuguesa, criada em 2015, acreditada e supervisionada pelo Banco de Portugal. Especializada no apoio a pagamentos realizados pela Internet com soluções que vão desde o ‘e-commerce’ empresarial a vendas particulares, a “euPago” tem como objectivo, a médio prazo, expandir-se pela Europa.