Coimbra  9 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Os Verdes querem nova maternidade no hospital dos Covões

11 de Novembro 2019

O partido ‘Os Verdes’ anunciou, hoje, que entregou no Parlamento um Projecto de Resolução recomendando ao Governo a instalação da nova maternidade de Coimbra no polo dos Covões do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), que deverá ser reforçado com meios e valências.

Os ecologistas pedem ao Governo que “realize estudos e inicie a breve prazo o processo de implementação da nova maternidade de Coimbra, no espaço do Hospital Geral (Covões)”, recomendando que o investimento seja feito sem o recurso a Parcerias Público-Privadas (PPP).

Os Verdes querem que os Covões sejam adaptados “para corresponder às necessidades da nova maternidade de Coimbra, desde logo reabrindo as urgências em horário nocturno”.

Por outro lado, recomendam que o Governo “assegure a qualidade do serviço nas [actuais] maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos”, dotando-as com os recursos humanos e equipamentos adequados e que “garanta obras de manutenção das respectivas instalações” até à construção da nova maternidade.

“Estas duas maternidades têm sido expostas ao desinvestimento e à deterioração das instalações, agravados pela concentração nos CHUC que desestruturou serviços, equipas e equipamentos”, referem os deputados José Luís Ferreira e Mariana Silva.

Esta posição é semelhante à da Direcção Regional de Coimbra (DORC) do PCP, que já rejeitou publicamente a anunciada instalação no polo dos Hospitais da Universidade de Coimbra (CHUC) da nova maternidade do concelho, que resulta da fusão das duas existentes, dando antes preferência ao Hospital dos Covões.

Também a Câmara Municipal de Coimbra, a Assembleia Municipal e a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra manifestaram a sua oposição à solução proposta ao Governo pelo presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), Fernando Regateiro.

A nova maternidade de Coimbra representa um investimento de 16 milhões de euros, segundo estimativas avançadas em Abril de 2018.

“A escolha do polo dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) teve em conta a segurança das grávidas. Em situações de emergência é importante a proximidade de um hospital central”, revelou, na altura, o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com