Coimbra  20 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Orquestra Clássica do Centro promove Encontro com Alexandre Linhares Furtado

26 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Orquestra Clássica do Centro promove Encontro com Alexandre Linhares Furtado

A Orquestra Clássica do Centro (OCC) realiza, amanhã (27), um Encontro com Alexandre Linhares Furtado, no Pavilhão Centro de Portugal em Coimbra, a partir das 17h00.

O programa inicia com um concerto de abertura, com o violinista Pedro Carvalho e o tenor Paulo Ferreira, que irão interpretar obras de Schubert, entre outros compositores, seguindo-se, então, um Encontro com Alexandre Linhares Furtado.

Recorde-se que este encontro se insere numa programação mais vasta que inclui a exposição de pintura “Uma Paleta de Saudade”, da autoria de Alexandre Linhares Furtado, dedicada à memória da sua mulher, organizada pela OCC, com a colaboração da Secção do Centro da Ordem dos Médicos e do Centro Cirúrgico de Coimbra, e que pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 14h30 às 19H00, e aos fins-de-semana entre as 15h00 e as 19h30.

Já este sábado (26), o autor apresentou o catálogo da exposição e esteve disponível para uma sessão de autógrafos, num momento que contou também com um recital de piano com António Oliveira com um programa que inclui obras de António Fragoso, Franz Schubert, Ludwig van Beethoven, Franz Liszt e José Vianna da Motta.

Alexandre Linhares Furtado fez história e marcou a Medicina em Portugal ao liderar a equipa médica que, a 20 de julho de 1969, fez um transplante renal com dador vivo, uma intervenção pioneira, na altura, no país.

Cirurgião com longa e reputada carreira, é também artista e melómano assumido. Segundo a Presidente da Direcção da OCC, Emília Martins, nesta iniciativa “marcamos Encontro com o Homem – o grande cirurgião que pelas melhores e mais nobres razões marca a História da Medicina, enriquece e envaidece a cidade de Coimbra e coloca o País no mapa das nações pelas melhores razões”. E acrescenta que o homenageado é também “um Homem das Artes, a sua sensibilidade e bem fazer podem ser aqui também apreciadas nesta Exposição”.