Coimbra  22 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Orquestra Clássica do Centro grava com Orquestra brasileira

11 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Orquestra Clássica do Centro grava com Orquestra brasileira

A Orquestra Clássica do Centro (OCC) gravou um vídeo em com a Orquestra Sinfónica Municipal de Santos (Brasil) com excertos de músicas de compositores dos dois países, intitulado “Abraço Transatlântico”.

Da casa de cada um para o mundo, os músicos das duas orquestras interpretam excertos de Luís Freitas Branco e Heitor Villa-Lobos.

As adaptações são de Luís Gustavo Petri e Pedro Carvalho e o vídeo pode ser apreciado nas redes sociais da OCC, em https://youtu.be/Qb7bNj-RP4E.

Segundo Emília Martins, presidente da Direcção da OCC, a iniciativa é coorganizada pelas Direcções das duas orquestras e pretende ser um “abraço simbólico” das duas formações através da música, num contexto difícil em todo o mundo – e particularmente no Brasil. O desafio de “estar juntos” foi assumido pelas duas orquestras, permitindo concretizar um verdadeiro Abraço Transatlântico.

A relação das duas orquestras deve-se ao facto do maestro titular da Orquestra Sinfónica Municipal de Santos, Gustavo Petri, ter com a OCC uma colaboração frequente, tendo participado como maestro convidado em alguns dos concertos da OCC ao longo dos anos, e realizado um curso de Direcção de Orquestra na casa-sede da OCC, o Pavilhão Centro de Portugal, em 2011.

Para Emília Martins, “a música, essa linguagem universal, aproxima povos e culturas de todos os lugares”, e permite usar os oceanos como “caminhos em que juntos possamos e queiramos remar para um mundo melhor, de respeito mútuo, de colaboração, de criação de parcerias”.

“Estamos juntos na determinação e esforço de continuar a lutar, cada um no seu sítio e juntos em todos os lugares, para que a cultura seja reconhecida como um bem de primeira necessidade, convictos de que juntos iremos melhor e mais longe”, reforça a responsável.