Coimbra  30 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Organização Mundial de Saúde declara pandemia

11 de Março 2020 Jornal Campeão: Organização Mundial de Saúde declara pandemia

Dado o exponencial aumento de casos, em vários países, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou, hoje. a doença ‘covid-19’ como pandemia.

“Podemos esperar que o número de casos, mortes e países afectados aumente”, afirmou o director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A Organização justifica a declaração de pandemia com “níveis alarmantes de propagação e inacção”, mas “os países podem ainda mudar o curso desta pandemia se detectarem, testarem, tratarem, isolarem, rastrearem e mobilizarem as pessoas na resposta”, ressalvou Tedros Adhanom Ghebreyesus, na sede da OMS, em Genebra, na Suíça.

O director-geral da OMS referiu, ainda, que a epidemia de ‘covid-19’ atingiu o nível de uma pandemia porque há mais de 118 000 casos de infecção em 114 países e 4 291 mortes.

Tedros Adhanom Ghebreyesus lembrou que a declaração de pandemia “não altera o que os países devem fazer” para travar a propagação do novo coronavírus, família de vírus que pode causar infecções respiratórias como pneumonia.

Em Portugal há 60 pessoas diagnosticadas com ‘covid-19’, 59 confirmadas pela Direcção-Geral de Saúde e um outro, anunciado pelo CHUC, em Coimbra, já esta tarde.

A OMS já tinha declarado o surto de ‘covid-19’, que começou em Dezembro na China, como uma emergência de saúde pública internacional e aumentado o risco de contágio para “muito elevado”.

Fora da China, a doença provocou 80 778 casos de infecção, incluindo 3 158 mortes, sendo que a Itália é o país mais afectado pelo novo coronavírus, com 10 149 pessoas infectadas e 631 mortos, de acordo com um balanço actualizado pela agência noticiosa AFP, na manhã de hoje.