Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Orçamento Participativo da UF de Coimbra é de 7.500 euros e contempla os jovens

19 de Abril 2021 Jornal Campeão: Orçamento Participativo da UF de Coimbra é de 7.500 euros e contempla os jovens

“Melhora a Cidade com a tua Opinião” é o lema do Orçamento Participativo da União de Freguesias (UF) de Coimbra, com um total de 7.500 euros repartidos por dois escalões.

As inscrições e apresentação das propostas decorrerão de 03 de Maio a 31 de Maio, com os 7.500 euros a serem repartidos por duas faixas etárias. Para os jovens, entre os oito e os 18 anos o Orçamento Participativo tem um montante até 2.500 euros, enquanto que para os maiores de 18 anos a verba é de 5.000 euros.

Conforme anunciou, esta segunda-feira, João Francisco Campos, o presidente da UF de Coimbra que abrange Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu, no Orçamento Participativo de 2021 podem participar os residentes na área desta União de Freguesias, assim como os que aqui estudam e trabalham, possibilitando que surjam mais propostas.

O autarca, que se fez acompanhar na apresentação de Manuel Lobão, Carlos Pinto e Hélder Abreu, recordou que o Orçamento Participativo de 2020 foi cancelado, devido à situação de pandemia, e o montante que a ele tinha sido consignado foi dirigido para o apoio a instituições no âmbito da covid-19.

O calendário do Orçamento Participativo deste ano, com todas as informações disponíveis na Internet, em ufcoimbra.pt/op2021, será divulgado até final deste mês e receberá as inscrições e apresentação de propostas de 03 a 31 de Maio. A apreciação técnica decorrerá de 01 a 15 de Junho e a votação de 21 de Junho a 02 de Julho. A divulgação das propostas vencedoras será a 07 de Julho.

Localizada na zona histórica de Coimbra, incluindo a Alta e a Baixa, a União de Freguesias já sugeriu à Câmara Municipal que se fizesse a decoração dos cerca de 200 armários de electricidade espalhados pela zona, o que melhoraria o visual da cidade, mas não obteve resposta.

Também em relação à candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027, a UF presidida por João Francisco Campos sugeriu a criação de um percurso literário, tantos os importantes escritores que aqui viveram, mas também não obteve qualquer sinal de receptividade.