Coimbra  16 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Orçamento da Câmara de Mira cresce para 17,6 milhões de euros

4 de Novembro 2019

A Câmara Municipal de Mira aprovou hoje, por maioria, o Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2020, no valor de 17,6 milhões de euros, verba superior em 3,8 milhões ao último exercício.

Os documentos receberam o voto contra dos dois representantes do PS no Executivo municipal liderado pelo social-democrata Raul Almeida.

“O orçamento tem o maior investimento público dos últimos anos e tal só é possível porque o Município tem uma situação financeira estabilizada e sustentável”, refere o autarca, destacando “um enorme trabalho na aprovação de projectos financiados pelo Portugal 2020”.

O Executivo municipal de Mira considera nos documentos que “o ano de 2020 é fundamental na execução dos projectos do Portugal 2020”, surgindo como “um ano de execução física e financeira das obras comparticipadas pelo quadro comunitário”.

A autarquia garante nas Grande Opções que o Município conta com cerca de quatro milhões de euros em projectos aprovados para 2020, estando alguns já em execução e outros em fase de adjudicação.

Entre estes projectos destacam-se o Antigo Mercado de Mira, a reabilitação dos viveiros da Praia de Mira, do Polo I da Zona Industrial, Mercado da Praia de Mira, dinamização da Praia de Mira – Uma aldeia de Mar e Fundo Ambiental.

A guardar aprovação estão outras candidaturas, já submetidas ao Portugal 2020, no valor de três milhões, consideradas “muito importantes” para o Turismo e Desenvolvimento Industrial do concelho.

Entre as intervenções suportadas integralmente por fundos municipais destacam-se a empreitada de 1,3 milhões para requalificação da rede viária do concelho e a empreitada para requalificação e manutenção das pistas clicáveis.

O Município tem ainda para 2020 aprovados dois projectos junto do programa comunitário PO-SEUR, um para melhoria da qualidade de água no valor de 1,4 e outro de 1,3 milhões para expansão da rede de saneamento, no âmbito da recém-criada Empresa Intermunicipal – Águas do Baixo Mondego e Gândara, E.I.M, S.A..

“Este é um orçamento ambicioso que vai concretizar um conjunto importante de investimentos na melhoria do concelho, com impacto na recuperação de vias, espaços e equipamentos públicos, e estes investimentos justificam em grande parte o aumento do valor do orçamento”, destaca Raul Almeida.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com