Coimbra  19 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Oliveira do Hospital inaugura ampliação de ETAR

1 de Julho 2019

A obra de remodelação e ampliação da estação de tratamento de águas residuais (ETAR) de Oliveira do Hospital, que envolveu um investimento da ordem dos 660 000 euros, será inaugurada amanhã (terça-feira).

A ETAR daquela cidade, no interior do distrito de Coimbra, em funcionamento desde 2008, estava “subdimensionada face às actuais condições de afluência”, afirma a empresa Águas do Vale do Tejo (grupo Águas de Portugal), responsável pela infraestrutura.

Após esta intervenção, “a ETAR passou a estar dimensionada, quer em termos hidráulicos, quer em termos processuais, para tratar um equivalente populacional de 17 750 habitantes, e um caudal médio diário, em tempo húmido, de 2 625 metros cúbicos por dia”, disse fonte da empresa.

A estação, que tinha, até agora, capacidade para servir uma população de cerca de 11 750 pessoas e um caudal médio de pouco mais que 1 500 metros cúbicos diários, estava a gerar “problemas ambientais de vária ordem”, sentidos “sobretudo ao nível da emissão de maus cheiros que, periodicamente”, afectavam a cidade e núcleos habitacionais mais próximos, de acordo com a Câmara de Oliveira do Hospital.

A situação resultava do facto de o equipamento ter sido “construído de forma subdimensionada, pela empresa Águas do Zêzere e Coa” e “sem capacidade para fazer eficazmente o tratamento satisfatório das águas residuais”, afirmava a autarquia, em Junho de 2017, quando foram anunciadas as obras de remodelação e ampliação.

“O local de descarga do efluente tratado é no rio de Cavalos, curso de água pertencente à bacia hidrográfica do rio Mondego, considerada meio sensível”, pelo que a estação de Oliveira do Hospital “assegura um tratamento de nível terciário das águas residuais, integrando etapas para remoção de nutrientes (azoto e fósforo), bem como filtração e desinfeção por ultravioletas para reaproveitamento de parte do efluente tratado como água de serviço”, afirma a Águas do Vale do Tejo.

Além de “muito contribuírem para a qualidade de vida da população que serve, bem como para a proteção do meio ambiente”, as obras na ETAR foram “projectadas para atingir níveis de qualidade compatíveis com a atual legislação em vigor”, sublinha a Águas do Vale do Tejo.

A infraestrutura trata os esgotos da sede do concelho e das localidades de Aldeia de Nogueira, de Nogueira do Cravo, de São Paio de Gramaços e de Catraia de São Paio.

A ‘empreitada de concepção/construção para a remodelação/ampliação do nível de tratamento da ETAR de Oliveira do Hospital’ representou um investimento de cerca de 659 000 euros, cofinanciados em 85 por cento por fundos europeus, através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

A sessão de inauguração da obra de remodelação e ampliação da ETAR de Oliveira do Hospital, agendada para amanhã (terça-feira), às 11h00, contará com a presença do secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, e dos presidentes do município de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e da administração da Águas do Vale do Tejo, José Manuel Sardinha.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com