Coimbra  12 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Obras do Seminário Maior de Coimbra “a cerca de 60% do seu total”

14 de Junho 2023 Jornal Campeão: Obras do Seminário Maior de Coimbra “a cerca de 60% do seu total”

As obras de requalificação do Seminário Maior de Coimbra, que tiveram início em Maio de 2020 e cujo investimento ronda os cinco milhões de euros, encontram-se “a 60% do seu total”, revelou hoje o reitor da instituição.

“As obras estão a cerca de 60% do seu total. É uma obra muito complexa, que já tem alguns anos e para a qual não temos apoios estruturais, pelo menos em termos das entidades estatais. Estamos a ver se conseguimos alguma coisa, mas para já não temos conseguido”, destacou aquele responsável, acrescentando que receberam apenas um contributo da União de Freguesias de Coimbra.

À margem da conferência de imprensa de apresentação do programa para o 275.º aniversário do lançamento da primeira pedra do Seminário Maior de Coimbra, Nuno Santos explicou que esta é uma obra que conta com um orçamento de cinco milhões de euros: dois milhões de euros em capitais próprios e os três milhões de euros restantes com recurso à banca.

“O nosso orçamento é bastante elegante porque, de facto, há mais obra do que orçamento. É compreensível, uma vez que tivemos a questão da pandemia e a questão da guerra, que inflacionou muito os preços, num orçamento que já era muito apertado e que agora ficou bastante elegante”, apontou.

De acordo com o reitor do Seminário Maior de Coimbra, com este montante têm como prioridade intervir “de cima a baixo” em metade do edifício.

“Isso significa ter a igreja, o refeitório, os espaços comuns, 11 quartos para pessoas permanentes e 25 quartos para aqueles que nos visitam e, depois, tentar fazer os telhados todos, essa é uma preocupação muito grande, e os rebocos todos”, elencou.

Para outra oportunidade terão de ficar, “muito provavelmente, uma parte do trabalho interior do segundo andar e uma parte do primeiro andar”, a não ser que tenham “a sorte de ganhar o Euromilhões” ou de receber algum donativo.

Com as obras que já foram feitas passou a ser “possível dormir no Seminário”, em 19 quartos, com 40 camas.

“É possível acolhermos pessoas que nos queiram visitar, quer pessoas pelo lado pastoral, pessoas pelo lado da formação, pessoas pelo lado também do turismo espiritual. É uma possibilidade que não tínhamos há um tempo atrás e isso, para nós, é um motivo de orgulho”, realçou.

No Seminário Maior de Coimbra “as pessoas podem também fazer uma refeição”, usufruir de diferentes espaços, entre os quais o jardim ou o baloiço.

“Há hoje um conjunto muito alargado de possibilidades de usufruir deste espaço. Para nós, é um privilégio dar a conhecer este espaço, mas também permitir que usufruam deste espaço”, sustentou.

As obras no Seminário Maior de Coimbra arrancaram em Maio de 2020, tendo dois anos como prazo de execução, que já foram ultrapassados.

O Seminário Maior de Coimbra é constituído por três edifícios, de épocas diferentes, tendo sido classificado como monumento nacional em 2021.