Coimbra  9 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Obras de 300 000 euros reabilitam o Castelo da Lousã

2 de Janeiro 2017 Jornal Campeão: Obras de 300 000 euros reabilitam o Castelo da Lousã

A intervenção para a reabilitação e acessibilização do Castelo da Lousã (também conhecido como Castelo de Arouce) traduz-se num investimento global de 301 623 euros e será financiada através de fundos comunitários, segundo anunciou, hoje, a Câmara Municipal.

Este financiamento, obtido através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), está integrado no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e será de 212 500 euros, sendo da responsabilidade da Câmara da Lousã os restantes 89 123 euros.

O projecto da modernização, que contempla a acessibilização do Castelo, intervenções na zona envolvente, nomeadamente com a construção de um espaço de recepção e de serviços e outras melhorias dos diversos espaços, é da autoria do arquitecto lousanense Fernando Silva e foi já aprovado pela Direcção-Geral do Património Cultural.

O Castelo da Lousã surge documentado, pela primeira vez, em 1087, no testamento de D. Sesnando Davides. Apesar da sua origem ser incerta, este equipamento assumiu uma posição estratégico-militar de particular relevância entre a conquista de Coimbra, no ano de 1064, e a conquista de Lisboa, em 1147.

Entre os anos 20 e 60 do século XX, sob tutela da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, o Castelo foi submetido a profundas intervenções de restauro.

Refira-se que o Castelo de Arouce – Lousã foi classificado como “Monumento Nacional” pelo Decreto de 16 de Junho de 1910 e integra a Rede de Castelos e Muralhas Medievais do Mondego.

Para o presidente da Câmara Municipal, Luís Antunes, “a intervenção projectada e aprovada irá permitir concretizar um objectivo apresentado pelo Executivo”.

O autarca refere que, com este investimento, “está-se a preservar e a potenciar um monumento com importância relevante, reforçando a oferta turística do concelho”.