Coimbra  21 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Óbito/Arnaut: “Legado permanecerá para sempre”, médicos do Centro

21 de Maio 2018 Jornal Campeão: Óbito/Arnaut: “Legado permanecerá para sempre”, médicos do Centro

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) sublinha o papel de António Arnaut, que hoje morreu em Coimbra, na criação do Serviço Nacional de Saúde e defendeu que o seu legado permanecerá para sempre.

“A SRCOM lamenta a perda de um ser humano de incomensurável bondade: Dr. António Arnaut. Homem bom, probo, leal aos seus princípios, defensor dos mais humildes e um ser humano excepcional. Na defesa de uma sociedade mais justa, fez do Serviço Nacional de Saúde a sua referência e pugnou para que, ajudando todos, fosse este o seu cravo sempre viçoso. O seu legado permanecerá para sempre”, referem os médicos do Centro.

A organização liderada por Carlos Cortes recorda, também, que António Arnaut foi a primeira personalidade fora da área da Medicina a ser distinguido pela Ordem dos Médicos.

“Um ser humano sempre preocupado com os seus concidadãos. Político, escritor, advogado: o seu legado permanecerá para sempre”, refere a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.