Coimbra  22 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

“O Moelas” reconhecido como entidade de interesse histórico ou cultural

5 de Setembro 2021 Jornal Campeão: “O Moelas” reconhecido como entidade de interesse histórico ou cultural

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai analisar e votar, na reunião de amanhã, uma proposta de reconhecimento do estabelecimento “O Moelas” como entidade de interesse histórico e cultural.

O Executivo municipal já tinha aprovado, na sua reunião de 28 de Setembro de 2020, a intenção de candidatura de “O Moelas”, tendo a decisão sido submetida a um período de consulta pública de 20 dias. Esse período terminou com seis pronúncias que em nada interferem com o reconhecimento e sentido da proposta. Com a conclusão deste processo, a Câmara Municipal já reconheceu 19 entidade de interesse histórico e cultural ou social local.

“O Moelas”, situado no Largo da Sé Velha, iniciou a sua actividade no dia 1 de Novembro de 1974, estando, por isso, validado o parâmetro da longevidade para poder ser reconhecido como entidade de interesse histórico e cultural. A candidatura confirma, ainda, o histórico de actividade do estabelecimento no contexto académico e tradicional de Coimbra e atesta uma actividade ininterrupta de convivência académica desde 1974, agregando uma sucessão de gerações estudantis que frequentaram e continuam a frequentar este local. “O Moelas” é conhecido como “uma casa de culto dos estudantes” e foi mesmo reconhecido pelo Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra (UC) como “Tasca de Interesse Histórico”, o que justifica o seu significado para a história local.

Este é um estabelecimento considerado pela comunidade estudantil como um ponto de referência no que concerne à vida boémia e mantém, assim, a sua função histórica, cultural e social, com a realização anual de várias iniciativas. É usual, ainda, a comunidade estudantil frequentar o bar e ouvir a histórias da vida Coimbrã contadas pelo seu proprietário, o Sr. Américo.

A candidatura foi avaliada e foram confirmados todos os critérios necessários à obtenção do reconhecimento, tendo sido considerado que “O Moelas” é um espaço de preservação da memória histórica e colectiva local, construída por anos de convívio da comunidade académica, como diversos encontros, jantares, tertúlias, sendo inegável o seu património imaterial, registado em testemunhos escritos e fotográficos de sucessivas gerações de frequentadores. Foi também considerado o esforço do proprietário de “O Moelas” em preservar e conservar o seu património material, mantendo os traços arquitetónicos e decorativos do espaço e assegurando um acervo próprio de bebidas originais deste estabelecimento, já conhecidas entre as diferentes gerações de estudantes.

Foi ainda solicitado um parecer à Divisão de Cultura e Promoção Turística da CM Coimbra, que considerou cumpridos os critérios gerais para o referido reconhecimento.

Recorde-se que a CM Coimbra aprovou, na reunião do Executivo municipal do dia 5 de Março de 2018, uma ficha de candidatura para a instrução de processos de reconhecimento e protecção de estabelecimentos e entidades de interesse histórico e cultural ou social local, de forma a auxiliar os estabelecimentos ou entidades que pretendessem ver efetivado esse reconhecimento. O objectivo passa, pois, por simplificar o procedimento, para que os estabelecimentos que se enquadrem nas categorias previstas na lei, entre eles as repúblicas de estudantes de Coimbra e as lojas com história, possam desencadear, com maior celeridade e simplicidade, o seu processo de pedido de reconhecimento como entidade de interesse histórico e cultural ou social local.